Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

[Câncer de Mama Avançado] Vanessa Cristina Costa dos Santos Sá

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 10/08/2016

Vanessa Cristina Costa dos Santos Sá
  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Vanessa - Tenho 40 anos, sou professora de biologia (mas nunca exerci a profissão), tenho 3 filhos, sou casada e carioca, mas moro em Belém, no Pará, há 14 anos.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Vanessa - Tenho 3 filhos e amamentei os 3. Quando meu caçula estava com 7 para 8 meses, durante a amamentação, senti algo diferente no seio direito e senti que havia algo errado, pois eu amamentava ele nos dois seios e somente o direito estava diferente. Aí suspendi a amamentação e aguardei o leite secar. E passou dois meses... Fui no médico e meu seio estava com o bico para dentro e com um afundamento na lateral.
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Vanessa - A única coisa foi sentir a diferença no seio durante a amamentação.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Vanessa - Não sei se pelo fato de fazer tudo pelo convênio, mas eu não tive dificuldade, foi tudo muito rápido do diagnóstico a cirurgia.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Vanessa - Quando desconfiei, me preparei para o pior.. Então, quando tive certeza do câncer, eu até que aceitei bem. Só pensava que tinha meus filhos e eles precisavam de mim... Agora com as metástases, eu estou tendo mais dificuldades em aceitar. Está difícil...
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Vanessa - Meus filhos.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Vanessa - Após o ca de mama, passaram quase 2 anos e descobri as metástases. No momento faço quimioterapia oral para o fígado e zollibis pra os ossos.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Vanessa - A cirurgia, porque ela deixa marcas, nos mutila... É difícil.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Vanessa - Tive poucos enjoos, mas agora fazendo quimio oral para o fígado estou cheia de efeitos colaterais. Até diabetes desenvolvi e confesso que estou bem aborrecida com isso.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Vanessa - Minha onco é ótima, me ajuda, me da forças, briga, orienta.. Gosto demais dela.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Vanessa - Sim, nutricionista, ortopedista, psiquiatra, dermatologista, reumatologista, angiologista, plástico, ginecologista/mastologista .... Todos para ajudar nos efeitos e reações do tratamento.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Vanessa - De inicio fui ao psicólogo, mas não me ajudou muito. Ai resolvi escrever, colocar pra fora da minha maneira tudo que sentia e tudo que sinto. Então criei minha página Diário Oncológico - por Vanessa Costa e hoje em dia vou ao psiquiatra, pois tenho muita insônia, medos, angústias e só medicação para ajudar.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Vanessa - Estou de benefício pelo INSS, tratando as metas e minha sogra me ajudando com a casa e as crianças. O marido trabalhando e eu apenas em casa.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Vanessa - Parei. Estou de benefício.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Vanessa - Ainda não.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Vanessa - Nesse momento não sei lhe responder, mas a única coisa que realmente me preocupo são meus filhos.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Vanessa - Que se prepare, tenha sabedoria e paciência. Não é fácil, mas não é impossível. Que controle suas emoções, que peça ajuda dos amigos, dos familiares, de todos e não tenha vergonha. 
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Vanessa - Pelo facebook.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Vanessa - Que nunca parem de nos ajudar.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Vanessa - Que pensem no futuro, que pensem que todos somos iguais. Que pensem na angustia e nas dores que nós pacientes passamos... E que nos ouçam.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive