Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer de Colo do Útero] Lílian Nascimento de Miranda

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 09/09/2019

  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Lílian - Meu nome é Lílian, tenho 26 anos, sou aux. de escritório, divorciada e moro na cidade de Ipatinga, MG.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Lílian - Sou portadora do vírus HPV, o qual contrai do me ex-marido após o mesmo ter contraído devido as suas traições. Ele teve as verrugas do HPV em novembro de 2017 e em janeiro de 2018 apareceram em mim. Com isso descobri as traições, me divorciei e agora em Setembro de 2019 veio a notícia do câncer de colo de útero. NIC III in situ, o que minha ginecologista disse que esta em um lugar só e que as chances de cura são grandes. Mas que ainda teria que ser avaliada as formas de tratamento. Fiz papanicolau (descobri o hpv) e colposcopia com biopsia.
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Lílian - Corrimento denso e com mau cheiro.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Lílian - Opiniões médicas diferentes e enrolação médica.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Lílian - Chorei muito, ainda choro e estou com a cabeça ruim, pois ainda nem comecei meu tratamento. Estou aguardando contato do hospital para marcação da consulta para iniciar meu tratamento pelo SUS.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Lílian - Ainda não sei qual o tratamento e se terei que tirar o útero todo, pois ainda não sou mãe e tenho medo mesmo que retire só uma pequena parte e que eu não consiga segurar um feto no futuro. Fora a preocupação de evolução da doença.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Lílian - Ainda não. Estou aguardando contato do hospital para marcação da consulta para começar, depois de ir no SUS e me disseram que com 10 dias iriam ligar e completará 10 dias agora. Ansiosaaaaaaaaaaa.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Lílian - Até o momento não sei, pois ainda não comecei a tratar, mas pra mim o mais difícil esta sendo controlar o emocional já que possuo uma doença autoimune e cronica que é na maior parte emocional: doença de Crohn.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Lílian - Não.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Lílian - Ainda não tive contato.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Lílian - Minha gastro que trata do problema de Crohn e a ginecologista que descobriu.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Lílian - Já fiz muitas vezes devido ao Crohn para lidar com essa doença e por causa dos problemas que tive com meu relacionamento passado. No momento não estou fazendo, mas irei retomar. Importante pelo fato de ter alguém para conversar e desabafar sem que venha criticar, apontar dedo.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Lílian - No momento estou seguindo, me reerguendo aos poucos... Desde 2017.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Lílian - Estou trabalhando. Na verdade comecei na segunda (02/09) e dia (03/09) recebi o diagnóstico. O patrão me acolheu e disse que posso fazer meu tratamento e continuar trabalhando.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Lílian - Só se for em atendimento ao SUS.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Lílian - Vencer mais essa doença, casar de novo, tentar ter filhos caso consiga depois desse diagnóstico, voltar a estudar, tirar minha habilitação A/B e melhorar profissionalmente.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Lílian - Tentar ter calma, buscar ter apoio da família e amigos próximos, não contar pra todo mundo - somente para os que estão bem perto de você. Buscar mais a Deus, e mudar o foco dos pensamentos.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Lílian - Pesquisa na internet sobre o assunto.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Lílian - Que continuem sempre com materiais que ajudem a conhecer melhor sobre o assunto.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Lílian - Dedicação para a saúde, investimentos, campanhas...


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive