Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
Roche Norvatis Varian Bristol Lilly Amgen Pfizer Astrazeneca Bayer Janssen Msd Google grants Techsoup Lookmysite Ipsen Servier UICC Merck Abbvie Mundipharma United Medical Takeda Astellas

[Câncer de Laringe e Hipofaringe] Kedima Rodrigues de Andrade

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 20/01/2019

Kedima Rodrigues de Andrade
  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Kedima - Chamo Kedima, tenho 48 anos, casada há 27, três filhas (sendo duas casadas e uma de 12 anos) e três netinhos. Moro em Bady Bassitt, SP.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Kedima -
    Sentia muita dor de garganta, ia no medico e diziam que era faringite ou refluxo. Até que vi que não era normal a ronquidão. Fui em um especialista, que fez uma vídeo e já viu a lesão... Operou, mas não conseguiu tirar tudo, pois estava na corda vocal. Foi então que fizeram a biópsia e foi constatado o câncer. 
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Kedima - Foi tudo tranquilo, entreguei nas mãos de Deus.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Kedima - Quando as médicas vieram me dar o resultado de exame e pela feição delas eu já sabia. Então, uma médica disse o resultado e ficou me olhando, e eu disse a ela "Deus não dá o fardo maior do que acostumamos carregar". Perguntei quais são as chances e ela disse "se você fizer o tratamento certo, as chances são boas". 
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Kedima - Minha filha de 12 anos e minha mãe, que precisa de mim para levá-la aos médicos.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Kedima - Fez 4 meses que tive e estou em manutenção ainda. Fiz 33 sessões de radioterapia, não foi fácil. Tive mucosite, queimaduras graves como efeito da rádio. 
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Kedima - Eu só fiz a rádio.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Kedima - Senti e sinto ainda rsrs... Perdi o paladar e me alimentava somente com líquidos, ou seja: sopa batida e coada. Mesmo sem sentir sabor eu ingeria os alimentos e não podia ficar fraca.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Kedima - É boa sim, no Hospital do Amor em Barretos te tratam como reis e rainhas.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Kedima - Não.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Kedima - Normal, mesmo no tratamento procurei não pensar, apenas lutar e fazer o tratamento. Neste meio tempo comecei a fazer coisas com paletes, painéis e vasos, e isso também me ajudou bastante.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Kedima - Sim, continuo trabalhando.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Kedima - Ainda não.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Kedima - Tudo esta nas mãos de Deus, mas são muitos projetos.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Kedima - Ter fé, esperança, lutar, não baixar a cabeça, não se lamuriar... O mais importante de tudo é ter família e ter uma religião...
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Kedima -
    Fui saber sobre os efeitos da radio e acabei por responder este questionário aqui rsrs.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Kedima - Por enquanto, não.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive