Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

[Câncer de Mama Avançado] Daniela de Jesus Matos

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 29/10/2020

Daniela de Jesus Matos
  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Daniela - Tenho 42 anos. Contadora Pós Graduada em Controladoria. Não tenho filhos. Solteira. Salvador - BA.
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Daniela - Após a realização da mamografia
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Daniela - Sim. 1. Sangramento no Mamilo esquerdo 2. Lesão no Mamilo esquerdo 3. Retração no Mamilo esquerdo 4. Pele da mama esquerda semelhante à casca de laranja
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Daniela - Após o primeiro sintoma, que foi um sangramento no mamilo, procurei a ginecologista. Ela me passou o exame da ultrassonografia da mama e o mesmo não apresentou alterações. Três meses depois, tive outro sangramento no mamilo. Procurei o mastologista nº 1. Fiz novamente uma ultrassonografia. Nenhuma alteração. O tempo passou e aparecimento de uma pequena lesão no mamilo. Procurei mastologista n° 2, o qual olhou a última ultrassonografia, e tratou a lesão como reação alérgica. Então procurei o 3° mastologista, que também tratou como se fosse uma reação alérgica. Passou um pomada para usar durante 15 dias. Usei e retornei com a mesma lesão. Ele pediu que eu usasse por mais 15 dias e passasse usar apenas sutiã de algodão. Assim eu fiz. Nada mudou. A lesão aumentou e eu procurei o mastologista nº 4 e este teve a mesma visão do nº 3. Procurei o mastologista nº 5, este solicitou novamente a ultrassonografia das mamas, que também não apresentou alterações. Então, novamente tratou como uma reação alérgica. Voltei para a mastologista nº 1. A lesão já era em 100% do mamilo. Então ela solicitou a biópsia. Fiz a biópsia num hospital público. Resultado era a incógnita entre 'Doença de Paget ou eczema'. Procurei o mastologista n° 6, levei todos os laudos e exames que havia. Na mesma da hora esta fez uma mamografia. Diagnóstico enfim fechado: Carcinoma Invasivo Tipo HER 2 em estágio avançado na Mama Esquerda.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Daniela - Só pensei que eu tinha que ser forte e resiliente para enfrentar o tratamento. Senti que eu não poderia perder nunca minha Fé em Deus. Pensei que eu tinha que esquecer todas as dificuldades que tive para descobrir e que a então hora era de enfrentar o tratamento.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Daniela - Minha maior preocupação no momento era com o abalo psicológico de minha mãe. Tive medo dela não suportar. Então eu sabia que eu teria que ser forte por mim e por ela.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Daniela - - Tratamento finalizado:
    Quimioterapia - de março a agosto de 2012
    Mastectomia radical - em outubro/2020
    Radioterapia (28 sessões) - de novembro/2012 à janeiro/2013
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Daniela - A radioterapia. Achei cansativa
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Daniela - - Efeitos colaterais: queda total do cabelo, escurecimento dos membros extremos (cabeça/face, mãos e pés), um pouco de formigamento no corpo e alteração do paladar. Tive a grande sorte NÃO SENTIR os demais efeitos colaterais, como: indisposição, náusea, vômito. O que me ajudou bastante foi seguir as orientações médicas: dieta recomendada pela nutricionista e caminhada todos os dias.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Daniela - Perfeita. Ele era meu Oncoamigo. Sou muito curiosa e pergunto tudo, mas eu confiava de tal forma no Oncologista que não quis saber quais medicações estava tomando. Só assinava e prontuário e pronto. Afinal de contas, ele é quem estudou medicina e eu contabilidade (nada a ver)
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Daniela - Havia uma excelente equipe médica que acompanhou meu tratamento, formada por: Oncologista, mastologista, geneticista, enfermeiras, psicóloga, nutricionista, fisioterapeuta, cirurgião geral (o qual colocou e retirou meu cateter port a cath para quimioterapia). Todos especializados na área oncológica. Além dos excelentes especialistas, os demais trabalhadores da clínica faz uma recepção impecável. Muito cuidado e carinho.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Daniela - Hoje faço apenas acompanhamento com a mastologista (a mesma que descobriu) e com oncologista, ambos periodicamente.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Daniela - Continuo trabalhando.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Daniela - Sim. Auxilio doença e gratuidade no transporte público para coletivo.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Daniela - Quando fiz a radioterapia, o médico recomendou que fizesse uso de um determinado produto para aliviar os efeitos da rádio. Tive muita dificuldade para procurar e não encontrei na cidade de Salvador. Tive que encomendar de São Paulo. Meu projeto hoje é trazer este produto para a cidade e assim facilitar o acesso deste para as demais pessoas e também intensificar minha campanha para que as mulheres exerçam o autoexame e realizem a mamografia.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Daniela - Eu diria para a pessoa nunca perder a Fé, ter resiliência, seguir as orientações médicas, principalmente a nutricional.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Daniela - Navegando no Instagram
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Daniela - Primeiro agradecer pela oportunidade de expor minha história e de conhecer muitas outras histórias interessantes de superação. Sugiro que a Oncoguia se envolva mais em projetos sociais.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Daniela - - Políticos, por favor, percebam o sofrimento da população por causa da saúde pública. Aproveitem essa ação realizada para o combate ao Covid-19 e estenda para as demais áreas da saúde pública. A população pede socorro.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive