Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio

[Leucemia Linfoide Crônica (LLC)] Augusto Figueiredo

Aprendendo Com Você



Essa entrevista foi preenchida em 31/07/2017

  • Instituto Oncoguia - Quem é você? (idade, profissão, tem filhos, casada, cidade e estado?) Augusto - Tenho 75 anos de idade, estou aposentado, fui bancário durante 29 anos, tenho dois filhos maiores de 40 anos, sou casado e moro em Fortaleza(CE).
  • Instituto Oncoguia - Como foi que você descobriu que estava com câncer? Augusto - Os linfócitos, em meus hemogramas começaram da dar ligeiramente alterados. Mas isso continuou, tornou-se constante. Os médicos que haviam solicitado o hemograma diziam talvez no dia que o sangue foi colhido você estivesse com a garganta inflamada. Outro, diante da minha reclamação de que isso - linfócitos alterados para mais - era constante, disse que quem era alérgico era assim mesmo. Então certo dia fiz uma planilha no excel, com as datas dos hemogramas e os resultados relativos aos linfócitos e o médico diagnosticou com facilidade: "você é portador de LLC". Isso foi no dia 13-11-2013. Eu estava com passagens compradas e hotel pago para ir passar o natal luz em Gramado(RS).
  • Instituto Oncoguia - Você apresentou sinais e sintomas do câncer? Quais? Augusto - Só o relatado na pegunta número 2.
  • Instituto Oncoguia - Quais dificuldades você enfrentou para fechar o seu diagnóstico? Augusto - Os relatados na pergunta número 2.
  • Instituto Oncoguia - Como você ficou quando recebeu o diagnóstico? O que sentiu? No que pensou? Augusto - Fiquei muito abalado. Pensei na morte, isso em 13-11-2013. Pensei logo que não veria a copa do mundo de futebol que seria no Brasil, no ano seguinte.
  • Instituto Oncoguia - Qual foi a sua maior preocupação neste momento? Augusto - Minha família. Como ela reagiria. Em comum acordo o médico, resolvemos manter o assunto sob sigilo até haver necessidade de iniciar o tratamento. O médico foi um grande aliado. Explicou tudo e disse-me que a doença não era tão grave, mas era incurável. Depois os exames complementares(Mielograma e zap 70) confirmaram o diagnóstico.
  • Instituto Oncoguia - Você já começou o tratamento? Em que parte do tratamento você se encontra nesse momento? Se já finalizou, conte-nos um pouco sobre como foi enfrentar todos os tratamentos? Augusto - Sim, já fiz o primeiro ciclo do tratamento. Os linfócitos caíram vertiginosamente e depois começaram a aumentar de novo. Estou fazendo o segundo ciclo de tratamento. Recebi semana passada as doses da primeira aplicação dessa 2ª fase.
  • Instituto Oncoguia - Em sua opinião, qual é o tratamento mais difícil? Por quê? Augusto - O tratamento não foi difícil. Tomei infusão de mabthera (750 ml) e 20 gramas de Leukeran.
  • Instituto Oncoguia - Você sentiu algum efeito colateral diante ao tratamento? Como lidou com isso? O que te ajudou? Augusto - O efeito colateral foi apenas um formigamento na panturrilha no início da aplicação. Nem os cabelos caíram.
  • Instituto Oncoguia - Como foi/é a sua relação com seu médico oncologista? Augusto - Ótima. Não poderia ser melhor.
  • Instituto Oncoguia - Você se relacionou com outros profissionais? Se sim, quais e por quê? Augusto - No início paguei uma consulta particular a um médico de minha confiança, para conversar sobre o assunto. Mesmo sendo ele de outra especialidade, urologia, foi muito proveitosa a conversa, valeu a pena.
  • Instituto Oncoguia - Você fez ou faz acompanhamento psicológico? Se sim, conte-nos um pouco sobre a importância desse profissional nessa fase da sua vida. Augusto - Não, não houve necessidade.
  • Instituto Oncoguia - Como está a sua vida hoje? Augusto - Como se não tivesse doença alguma. As vezes até esqueço.
  • Instituto Oncoguia - Você continua trabalhando ou parou por causa do câncer? Augusto - Quando o câncer surgiu eu já estava aposentado.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou seus direitos? Se sim, quais? Augusto - Dispensa do imposto de renda. Os médicos a Receita Federal me concederam isenção por quatro anos. Depois tenho que ser reavaliado, para saber se continua ou não com a isenção.
  • Instituto Oncoguia - Quais são seus projetos para o futuro? Augusto - Curtir a vida com minha mulher. Dentro das limitações impostas pela idade e pelas condições financeiras. Tenho passeado muito. Em abril fomos para a pousada do Rio Quente em Goiás, em novembro/2017 vamos para os Lagos Andinos, passeio já pago e estamos pensando em ir para Espanha em abril/2018.
  • Instituto Oncoguia - Que orientações você daria para alguém que está recebendo o diagnóstico de câncer hoje? Augusto - Cautela. Obtenha o máximo de informações de seu médico. Procure fazer o tratamento com um médico que lhe passe confiança. E que tenha abertura para você fazer perguntas e queira explicações.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Oncoguia? Augusto - Não lembro. Acho que foi o meu médico que informou.
  • Instituto Oncoguia - Você tem alguma sugestão a nos dar? Augusto - Não tenho conhecimento para sugerir nada.
  • Instituto Oncoguia - O que você acha que deveria ser feito para melhorar a situação do câncer no Brasil? Deixe um recado para os políticos brasileiros! Augusto - Melhorar o SUS.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive