Tipos de Câncer

Câncer de Ovário

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[CÂNCER DE OVÁRIO] Maisa Aleksandravicius

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 29/04/2015 - Data de atualização: 29/04/2015


Sou Maisa Aleksandravicius, brasileira, professora, 54 anos, moro no Rio de Janeiro. No meu caso, o câncer afetou simultaneamente três órgãos : ovário, endométrio e intestino. Faço acompanhamento genético, no INCA-RJ, e pelos exames sou potencialmente portadora da Síndrome de Lynch.

Descobri estar doente em 2007, durante o período em que fazia os exames anuais de rotina. Tanto o médico que me acompanhava na época, quanto a ultrassonografia transvaginal não foram capazes de detectar o tumor, que já estava bastante avançado no ovário. Percebi alguma irregularidade quando me deitava à noite e sentia algo se mover no lado esquerdo do meu abdômen. Pedi, então, ao médico, uma solicitação para uma ultrassonografia de abdômen, que acusou o tumor. Daí parti para outros exames e outros médicos e em novembro de 2007 me submeti à cirurgia investigativa, que me retirou todos os órgãos reprodutores e uma parte do intestino. Fiz quimioterapia e em 2009 me submeti a outra cirurgia para retirada dos gânglios linfáticos da região afetada e da vesícula. Encontro-me atualmente em acompanhamento e devo receber alta em 2013. Sinto-me bem e procuro manter uma vida saudável e boa.

Viver o câncer, para mim, não foi a pior experiência de vida. Muito pelo contrário, representou um momento muito produtivo, de reflexão e também de alegrias. Criei um blog, fiz novas amizades e minha primeira viagem para a Europa, um sonho antigo. Acima de tudo, mantive a fé na ciência e acreditei na força que cada um de nós tem para superar as adversidades. A solidariedade da família, dos amigos e de pessoas desconhecidas foi de suma importância.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive