[MATÉRIA] Paciente agradece Instituto Oncoguia por dúvida esclarecida

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/09/2015 - Data de atualização: 15/09/2015

"Se eu indicaria o Instituto Oncoguia? Indicaria, é claro! Sou sortuda por ter encontrado vocês e quero mesmo que outros pacientes os conheçam!”, Célia do Carmo Carbone Bueno.

Para nós, do Instituto Oncoguia, a mais importante recompensa e certeza de que estamos no caminho certo e realizando o nosso trabalho com destreza, decorre do retorno de pacientes, relatando que tiveram uma dúvida esclarecida, um problema resolvido, um sorriso no rosto a partir da nossa acolhida e intervenção!

Notícias como essas são, para nós, o combustível, o impulso para que melhoremos sempre e mais para cumprir a nossa missão, de acabar com o preconceito, o sofrimento e as mortes causadas pelo câncer, por meio de ações de educação, conscientização, apoio e defesa dos direitos dos pacientes.

Célia do Carmo Carbone Bueno, paciente com câncer de pulmão residente em São Paulo, nos presenteou com uma ligação, para agradecer o Instituto Oncoguia por um questionamento esclarecido.

No final do ano passado, Célia contatou o Programa de Apoio ao Paciente, que se destina a esclarecer dúvidas (em direito, saúde e qualidade de vida) de pacientes, cuidadores, familiares e profissionais em atuação na área da oncologia, por meio de ligações gratuitas (0800 773 1666), para buscar informações sobre o procedimento para requisição de medicamentos que não constam na lista do SUS (Sistema Único de Saúde).

Saiba mais sobre o PAP

Célia, que já havia requerido o medicamento e o recebido em tempo adequado, teve problemas ao renovar o pedido, já que à ocasião um novo procedimento havia sido estabelecido pela Secretaria da Saúde – Governo do Estado de São Paulo, deixando muitos pacientes com dúvidas.

"Da primeira vez, para ter direito ao medicamento, tive todas as orientações do médico e consegui em 3 semanas, em quantidade suficiente para 6 meses de uso. Quando fui renovar, o INSS informou que a forma de realizar o pedido fora alterada. Fiquei confusa” , lembra.

Proativa como se declara, a paciente informou-se sobre o novo requerimento e cumpriu com cada passo determinado. No entanto, o prazo máximo informado pela Secretaria da Saúde, de 40 dias, vencera sem que o medicamento chegasse.

"Foi quando encontrei o Instituto Oncoguia, buscando na Internet!”.

Célia, então, acionou o PAP e foi orientada pela atendente especialista em direitos sobre as medidas cabíveis. "Por sorte, recebi o medicamento algumas semanas depois, mas as informações do Instituto Oncoguia foram muito importantes. Deixaram-me segura por saber que há uma entidade olhando por mim”, declara.

A paciente diz que agora irá "mergulhar” na página de direitos do Portal Oncoguia:

"Não tenha dúvidas! Vou conhecer melhor cada um dos meus direitos e indicar o Instituto Oncoguia para quem estiver na mesma situação que eu.”, afirmou. "Muito obrigada, Instituto Oncoguia!”, concluiu.

(...)

Célia, somos nós que agradecemos!

Saiba Mais

É paciente residente no Estado de São Paulo? Tem dúvidas sobre como requerer um medicamento que não consta na lista do SUS? Tire suas dúvidas aqui.






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive