top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[ENTREVISTA] Oncofitness inova com treinamento aeróbico personalizado a Pacientes em tratamento de Câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/09/2015 - Data de atualização: 15/09/2015


O Oncoguia conversou com o Rodrigo Ferraz, fundador e coordenador técnico do treinamento Oncofitness, projeto que engloba o treinamento físico em pacientes oncológicos e pesquisas científicas na área. Confira a entrevista e conheça os benefícios do treinamento.

Instituto Oncoguia - Como surgiu a ideia da Oncofitness?
 
Rodrigo Ferraz - A idéia do Oncofitness surgiu em 2007. Na época eu trabalhava na área de preparação física de uma clínica de reabilitação ortopédica. No prédio que esta clínica estava locada existe uma clínica oncológica (CPO). Certa vez, o Dr. Marcelo Aisen, oncologista do CPO, me procurou perguntando se eu tinha condições de atender alguns pacientes que estavam fazendo tratamento com ele, pois pesquisas recentes mostravam a importância do exercício físico na recuperação de pacientes oncológicos.  Pedi um tempo para estudar o assunto uma vez que a minha especialidade era treinar pacientes com problemas ortopédicos.  Depois de estudar bastante sobre o assunto, aceitei a proposta de treinar pacientes com câncer. A partir de então, passei atender juntamente com outra professora (Carolina Kowarick ) os pacientes do Dr. Marcelo.

Como os resultados foram animadores, outros médicos oncologistas passaram a indicar pacientes para treinar no Oncofitness.
 
Instituto Oncoguia -O Oncofitness também realiza pesquisas na área. Como surgiram as pesquisas?

Rodrigo Ferraz - Os estudos na área de atividade física e câncer ainda estão no começo. A partir de resultados de avaliações feitas nos pacientes atendidos pelo Oncofitness nós observamos dados diferentes, comparados com dados da população que não tem câncer, e que ainda não tinham sido estudados cientificamente. Portanto, surgiu a ideia em 2008 de criar um lado de pesquisa científica do Oncofitness. A partir de então já publicamos trabalhos científicos em vários congressos internacionais e hoje possuímos uma parceria de pesquisa com pesquisadores do Laboratório de Nutrição e Metabolismo Aplicados à Atividade Motora da Universidade de São Paulo. Hoje o Oncofitness possui duas áreas de atuação: atendimento e pesquisa.

Instituto Oncoguia - A avaliação e a atenção a esses pacientes são personalizadas?
 
Rodrigo Ferraz - O treinamento, acompanhamento e evolução são totalmente personalizados. Existe uma base (um modelo) de treinamento que é protocolar e é seguido à risca. Porém, cada paciente é um universo diferente, tanto da parte psicológica quanto da patológica. Não podemos treinar da mesma forma uma senhora com câncer de mama e um ex-atleta com câncer no intestino. Temos que levar em conta o passado esportivo, o tratamento que esta sendo feito ou foi feito e as expectativas com relação aos resultados obtidos com o treinamento. O que procuramos manter para todos são as avaliações.

Instituto Oncoguia - Os exercícios são recomendados para quais tipos de câncer?

Rodrigo Ferraz - O treinamento pode ser feito por qualquer pessoa independente do tipo de câncer. O que deve ser levado em consideração na hora de treinar é o grau de evolução e comprometimento do câncer e o tipo de cirurgia que foi feita para a remoção do tumor. Estes são fatores limitantes na hora da prescrição da atividade física. O Oncofitness atende pacientes em tratamento e pacientes que acabaram recentemente o tratamento.

Instituto Oncoguia - Tem acompanhamento médico em tempo integral durante a realização dos exercícios?
 
Rodrigo Ferraz - Todo paciente atendido pelo Oncofitness deve ser indicado por um médico. Nós não treinamos pessoas que nos procuram e que não tenham um médico oncologista fazendo seu acompanhamento.  O Oncofitness tem como objetivo fazer parte do tratamento do paciente e não ser o tratamento. Portanto, o acompanhamento do médico que indica o paciente é obrigatório. Caso o paciente esteja fazendo quimioterapia, nós planejamos o treinamento de acordo com a agenda das sessões de aplicação para que, mesmo em tratamento ele consiga treinar pelo menos duas vezes por semana. O nosso contato com o médico é semanal, pois é o médico que vai liberá-lo para treinar nos próximos dias.

Instituto Oncoguia - Quais são os resultados obtidos com os exercícios?

Rodrigo Ferraz - O principal objetivo do Oncofitness é reinserir o paciente na sociedade. Além de melhorar a qualidade de vida da pessoa durante o tratamento a nossa intenção é a partir do momento que ela esta recuperada fisicamente poder se matricular em uma academia, voltar a trabalhar, viajar, brincar com os filhos ou netos, ou seja, levar uma vida normal.




Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive