Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

A importância da vacina contra o HPV

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 13/09/2015 - Data de atualização: 19/11/2015


Nos últimos dias vem circulando a notícia onde um médico francês critica de maneira intensa a vacinação contra o HPV, afirmando que "todos sabem que ela não acrescenta nada".

É imprescindível que o leitor compreenda que a vacina é tanto mais importante quanto maior a incidência de câncer de colo do útero, e quanto maior sua mortalidade. Assim, um país onde graças à realização de Papanicolau em todas as mulheres, e graças ao tratamento consequente das lesões pré-cancerosas, ocorrem poucos casos de câncer e poucas mortes, é óbvio que o que a vacina pode acrescentar é muito pouco. Ocorre que, diferente de diversos países desenvolvidos, onde a mortalidade por câncer de colo do útero é baixíssima, no Brasil, devido à deficiência do Papanicolau (tanto em percentual de mulheres que fazem rotineiramente, quanto na qualidade no exame) e à demora do tratamento dos casos com lesões precursoras diagnosticadas graças ao Papanicolau, câncer de colo do útero constitui a terceira causa de morte por câncer entre mulheres.

Certamente, alguém com um viés contrário à introdução de vacinas pode argumentar que basta implementar de maneira adequada o Papanicolau, melhorando a qualidade e o acesso ao tratamento das lesões precursoras. Acontece que o Ministério da Saúde vem tomando diversas iniciativas nesse sentido, mas com sucesso apenas relativo. Prova disso é a incidência ainda muito elevada de casos de câncer de colo do útero.

Assim, em um país continental como o Brasil, onde a aderência ao Papanicolau é limitada nas áreas mais pobres, e onde a qualidade do exame deixa a desejar em diversas áreas, consideramos que não oferecer a vacinação seria um erro. Louvamos a inclusão da vacina contra o HPV em nosso meio, e certamente ela pode salvar dezenas de milhares de vidas em outros lugares até mais pobres que o Brasil, como alguns países da África ou na Índia, onde a mortalidade por câncer de colo do útero é extremamente elevada.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive