Espaço do

Familiar


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

[CÂNCER DE PÂNCREAS] Ana Flávia

Compartilhando Experiência



Essa entrevista foi preenchida em 21/07/2019

  • Instituto Oncoguia - Você poderia se apresentar? Ana - Eu sou Psicóloga Clínica, casada. Tenho uma relação muito próxima com minha irmã. Ela é uma pessoa muito linda. Sempre com um alto astral, bom humor incrível, amorosa com todos, falante, muito cuidadosa com todos. Faz 2 meses que ocorreu o diagnóstico... Ela e nós estamos reagindo muito bem, mas sinto muito a necessidade de falar com outras pessoas na mesma situação. Gostaria de participar de algum grupo de familiares.
  • Instituto Oncoguia - Quem em sua família tem/teve câncer? Ana - Minha irmã chamada Ana Claudia, 55 anos, Advogada, mas trabalha com marmitas. Ela é solteira e mora em Porto Alegre. Um ser humano lindo de conviver!
  • Instituto Oncoguia - Sabemos que o diagnóstico de um câncer também tem um impacto grande na família, como você lidou com esse momento? Ana - Primeira reação foi um choque muito grande, mas em seguida ativei uma parte de reagir e tomar todas as providências necessárias. Soube que é um câncer muito rápido e agressivo e o sofrimento foi grande. Mas ela está bem: não tem dores, se alimenta muito bem e mantém uma estabilidade emocional grande. Então, só me resta estar " bem” também.
  • Instituto Oncoguia - Quais foram os principais desafios enfrentados? Ana - A distância de cidades minha e dela. E me manter bem quando de fato eu estava assustada e apavorada.
  • Instituto Oncoguia - De que forma você ajudou seu familiar? Ana - Cuidando dela no hospital e na casa dela, trazendo ela comigo. Amando, fazendo carinho, mandando massagens, fazendo companhia, conversando... E também ajudando meu outro irmão para poder vir para Curitiba.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou se informar sobre a doença? Isso lhe ajudou? Ana - Busquei pela internet e falei com alguns médicos amigos também. Isso ajudou muito.
  • Instituto Oncoguia - Você buscou apoio psicológico? Se sim, de que forma isso lhe ajudou? Ana - Estou fortalecida, bem estruturada e bem acompanhada por amigos. Mas se fosse necessário, procuraria com certeza (sou psicóloga e também já me beneficiei de psicoterapia em outros momentos).
  • Instituto Oncoguia - Após a descoberta do câncer no seu familiar, você ficou mais atento com a sua própria saúde? De que forma você se cuida? Ana - Vou ficar muito mais atenta e quero tomar algumas providências a mais. Mas, neste momento, preciso cuidar dela (claro, sem descuidar de mim).
  • Instituto Oncoguia - Que conselho ou dica você daria para um familiar que esta enfrentando o câncer em casa? Ana - Gostaria muito de ter contato com familiares de pacientes do mesmo tipo de câncer.
  • Instituto Oncoguia - Como você conheceu o Instituto Oncoguia? Ana - Buscando pela internet.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive