Dia Mundial do Câncer de Ovário é lembrado no 08 de maio

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 25/07/2016 - Data de atualização: 25/07/2016

Campanha "Agora Eu Sei”, do Instituto Oncoguia, é ferramenta para ajudar a disseminar informações sobre essa doença de difícil diagnóstico

A data de 08 de maio marca o Dia Mundial do Câncer de Ovário, o mais grave dos cânceres ginecológicos. Apesar da sua gravidade, pouco se discute sobre esse tipo de tumor. Sua incidência é menos frequente que outros tipos da doença, com cerca de 6 mil novos casos estimados para 2016, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).  Ele é de difícil diagnóstico e, por isso, tem menor chance de cura. Ao contrário do câncer de colo de útero, ele não é detectado por meio do exame de Papanicolau. Não existe hoje um teste simples que possa diagnosticar essa neoplasia.

A falta de conhecimento sobre essa doença e seus sintomas levaram a criação do Dia Mundial do Câncer de Ovário, que proporciona um momento único para discutir e conscientizar todas as mulheres sobre os sinais e sintomas desta doença. Criado há três anos por várias ONGs internacionais, a data estimula a troca de informações que permitam às mulheres conhecerem o perigo desta doença silenciosa. Dados estatísticos apontam que 45% das pacientes com a doença sobrevivem mais do que cinco anos. Para as pacientes com câncer de mama, esse índice chega a 89%.

Para ajudar a disseminar esse conteúdo, o Instituto Oncoguia lançou uma campanha em que mulheres que tiveram a doença dividem seu conhecimento sobre o câncer de ovário por meio de depoimentos que começam com a frase "agora eu sei”, que é também o título da ação. No site da campanha global, é possível escrever uma contribuição à causa.

"Pelo amor que temos pelas grandes mulheres da nossa vida, principalmente agora que estamos tão perto do Dia das Mães, é fundamental darmos esse alerta sobre o câncer de ovário. O conhecimento é nossa melhor arma e sim, a informação pode nos ajudar a salvar vidas”, diz Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia.

Seus sintomas são frequentemente confundidos com outras doenças, principalmente males gastrointestinais. Para fazer a diferenciação, é preciso avaliar se esses sintomas ocorrem por um período superior a três semanas. Nesse caso, deve-se procurar um médico o quanto antes. Os principais sintomas são aumento do volume abdominal (inchaço contínuo), dificuldade de comer, dor abdominal ou pélvica e a necessidade urgente e frequente de urinar. Outros sintomas comuns incluem a mudança dos hábitos intestinais, sangramento vaginal anormal, cansaço e flutuação inesperada de peso, principalmente ao redor do abdômen. A doença tende a aparecer com maior frequência em mulheres com antecedentes familiares.

Para saber mais, acesse o site da campanha. O site do Instituto Oncoguia tem uma pagina especial sobre o câncer de ovário, que pode ser acessado pelo link acima.

Sobre o Instituto Oncoguia

O Instituto Oncoguia é uma associação civil sem fins lucrativos, com título de OSCIP, fundada em novembro de 2009, que tem como missão ajudar o paciente com câncer a viver melhor por meio de ações de educação, conscientização, apoio e defesa dos direitos dos pacientes.

Informações para a Imprensa:






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive