Vivendo com o Câncer

Para muitos pacientes com câncer de laringe e hipofaringe, o tratamento pode remover ou eliminar o câncer, mas chegar ao fim do tratamento pode ser estressante. Ao mesmo tempo em que o paciente se sente aliviado com o término do tratamento, fica a preocupação de uma recidiva ou metástase. Esse é um sentimento muito comum para a maioria dos pacientes que teve câncer de laringe.

Em outros pacientes, o câncer pode não desaparecer completamente. Esses pacientes continuarão realizando tratamentos regulares para tentar manter a doença sob controle.

A vida após o câncer significa voltar a realizar suas atividades e também fazer novas escolhas.

Cuidados no acompanhamento

Quando o tratamento termina, os médicos acompanharão o paciente de perto por alguns anos. Por isso, é muito importante comparecer a todas as consultas de seguimento. Nessas consultas o médico sempre examinará o paciente, verificando os possíveis efeitos colaterais e solicitará alguns exames de laboratório ou de imagem para acompanhamento e reestadiamento da doença.

Quase todo o tratamento do câncer pode ter efeitos colaterais, sendo que alguns podem durar algumas semanas, mas outros podem ser permanentes. Converse com o médico sobre quaisquer sintomas ou efeitos colaterais apresentados para que ele possa lhe orientar sobre a melhor forma de gerenciá-los.

Acompanhamento clínico

Em pacientes sem sinais remanescentes de câncer, muitos médicos recomendam visitas de acompanhamento e exames de imagem a cada três a seis meses durante os primeiros anos após o tratamento e, em seguida, a cada seis meses ou mais nos próximos anos.

Cuidados com a traqueostomia

É importante aprender a cuidar do estoma (abertura na parede da traqueia). Logo após a cirurgia será necessário utilizar um umidificador sobre o estoma para que o revestimento das vias respiratórias se adapte ao ar mais seco. Será também necessário aprender a sugar e a limpar o estoma para manter as vias respiratórias sempre abertas. O médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde o ensinará a cuidar e proteger o estoma, bem, como quais precauções devem ser tomadas para impedir que a água entre pela traqueia durante o banho.

Restauração da fala

Após uma laringectomia total o paciente não conseguirá mais falar utilizando suas próprias cordas vocais, no entanto, existem várias opções para restaurar a fala após a cirurgia. Perder a voz por causa do câncer não significa perder a capacidade de falar, mas em reaprender a falar, o que pode levar um tempo e exige esforço. Será necessário o acompanhamento de um fonoaudiólogo.

  • Punção tráqueo esofágica. É a forma mais comum que os cirurgiões utilizam para restaurar a fala. Esse procedimento cria uma conexão entre a traqueia e o esôfago através de um pequeno orifício no local do estoma. Nessa punção é colocada uma válvula para restaurar a capacidade do paciente em conduzir o ar dos pulmões à boca. Após a cirurgia, o paciente, com orientação do fonoaudiólogo, aprende a cobrir o estoma com um dedo para forçar o ar para fora da boca, produzindo a fala.
  • Eletrolaringe. É um dispositivo elétrico, alimentado por bateria, para produzir uma voz mecânica.
  • Voz esofágica. Após a laringectomia, com a separação da traqueia da garganta, o paciente pode não conseguir mais expulsar o ar dos pulmões através da boca para falar. Com treinamento, alguns pacientes aprendem a engolir o ar e forçá-lo através da boca. Como o ar passa pela garganta, causando vibrações, com treinamento as pessoas podem tornar a falar. Essa é a forma mais básica para a reabilitação da fala.

Problemas de deglutição e nutrição

O tratamento do câncer de laringe ou hipofaringe pode, às vezes, causar problemas como dificuldade para engolir, boca seca ou até mesmo perda dos dentes. Isso pode tornar difícil a alimentação, levando à perda de peso e fraqueza.

Alguns pacientes podem precisar ajustar o cardápio durante e após o tratamento. Outros podem até mesmo precisar usar uma sonda de alimentação durante um curto período de tempo após o tratamento. É importante o acompanhamento de um nutricionista para fornecer suplementos nutricionais e informações sobre as necessidades nutricionais individuais de cada paciente.

Impacto da laringectomia na vida sexual

A laringectomia não muda apenas a aparência física com o estoma, mas também a fala e a respiração. A intimidade sexual pode ser afetada pelos sentimentos desconfortáveis ​​sobre a aparência. No entanto, existem alguns aspectos que podem diminuir esses sentimentos, como o uso de um lenço ou uma camisa de gola alta para esconder o estoma.

Dados médicos

Por mais que você queira deixar a experiência para trás ao fim do tratamento, é também muito importante que você mantenha arquivados os exames médicos e outros dados.

Mantenha cópias dos seguintes documentos: laudo de patologia e de qualquer biópsia ou cirurgia; relatório de alta hospitalar; relatório do tratamento radioterápico; relatórios dos tratamentos com quimioterapia, terapia-alvo e imunoterapia, incluindo medicamentos utilizados, doses e tempo do tratamento; e exames de imagem.

Como diminuir o risco do câncer progredir ou recidivar

Permanecer tão saudável quanto possível é mais importante do que nunca após o tratamento do câncer de laringe e hipofaringe. Se você tem (ou teve) um câncer de laringe e hipofaringe, provavelmente quer saber se existem coisas que você possa fazer para diminuir o risco de uma recidiva ou de ter um novo câncer de laringe e hipofaringe.

Adotar comportamentos saudáveis, como não fumar, comer bem, ser ativo e manter um peso saudável podem ajudar, mas não se sabe com certeza se esses comportamentos por si só são suficientes. Ainda assim, essas mudanças têm efeitos positivos sobre a saúde que podem se estender além do risco do câncer de laringe e hipofaringe ou outros tipos de câncer.

Suplementos dietéticos

Até o momento, nenhum suplemento dietético, incluindo vitaminas, minerais e produtos fitoterápicos, mostrou que pode diminuir o risco de progressão ou recidiva do câncer de laringe e hipofaringe. Isso não significa que nenhum suplemento ajudará, mas é importante saber que nenhum deles é eficaz.

Se você está pensando em tomar qualquer tipo de suplemento nutricional, converse antes com o médico, para decidir quais você deve usar com segurança, evitando aqueles que podem ser prejudiciais.

Se o câncer voltar?

Se o câncer de laringe e hipofaringe voltar em algum momento, suas opções de tratamento dependerão da localização da recidiva, de quais tratamentos já foram realizados e de seu estado geral de saúde.  

Suporte emocional

Algo que ajuda muito o paciente com câncer de laringe e hipofaringe a enfrentar a doença é o apoio e a força que ele recebe. Independente de como, o importante é que você encontre em algo ou em alguém essa ajuda, seja nos familiares, nos amigos, em ex-pacientes, em sites sobre a doença ou até em sua própria fé. Você não precisa passar por tudo isso sozinho, seus familiares e amigos podem e querem ajudar você. Não se feche na doença, esteja disposto a ouvir o que os outros têm a lhe dizer.

Risco de desenvolver um segundo câncer

Os pacientes que tiveram câncer de laringe e hipofaringe podem ser afetados por uma série de problemas de saúde, mas muitas vezes a sua maior preocupação é enfrentar o câncer novamente. Se um câncer volta após o tratamento é chamado de recidiva. Mas alguns pacientes que já tiveram um tipo de câncer podem desenvolver um novo câncer, o que é denominado de segundo câncer primário.

Os pacientes que tiveram câncer de laringe podem ter qualquer tipo de segundo câncer, mas têm um risco aumentado para:

  • Câncer de boca e orofaringe.
  • Câncer de esôfago.
  • Câncer de cólon.
  • Câncer de fígado.
  • Câncer de pulmão.
  • Câncer de bexiga.
  • Câncer de rim.
  • Câncer de tireoide.

Muitos desses tipos de câncer estão relacionados ao tabagismo e ao alcoolismo, que também são fatores de risco para o câncer de laringe.

Os pacientes que tiveram câncer de hipofaringe têm um risco aumentado de um segundo câncer, mas têm um risco aumentado para:

  • Câncer de boca e orofaringe.
  • Câncer de cavidade nasal.
  • Câncer de nasofaringe.
  • Câncer de laringe.
  • Câncer de esôfago.
  • Câncer de estômago.
  • Câncer de cólon.
  • Câncer de reto.
  • Câncer de pâncreas.
  • Câncer de fígado.
  • Câncer de pulmão.
  • Câncer de bexiga.

Muitos desses tipos de câncer estão relacionados ao tabagismo e ao alcoolismo, que também são fatores de risco para o câncer de hipofaringe.

Para ajudar a manter a boa saúde, os pacientes também devem:

  • Atingir e manter um peso saudável.
  • Adotar um estilo de vida fisicamente ativo.
  • Consumir uma dieta saudável, com ênfase em alimentos de origem vegetal.
  • Evitar ou limitar o consumo de álcool.

Essas ações também podem reduzir o risco de outros tipos de câncer.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 21/01/2021, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Avaliação do Portal

1. O conteúdo que acaba de ler esclareceu suas dúvidas?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
2. De 1 a 5, qual a sua nota para o portal?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
3. Com a relação a nossa linguagem:
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
4. Como você encontrou o nosso portal?
5. Ter o conteúdo da página com áudio ajudou você?
Esse site é protegido pelo reCAPTCHA e a política de privacidade e os termos de serviço do Google podem ser aplicados.
Multimídia

Acesse a galeria do TV Oncoguia e Biblioteca

Folhetos

Diferentes materiais educativos para download

Doações

Faça você também parte desta batalha

Cadastro

Mantenha-se conectado ao nosso trabalho