Novidades

Muitas pesquisas sobre o câncer de boca e orofaringe estão em desenvolvimento em diversos centros médicos no mundo inteiro. Anualmente, os pesquisadores promovem grandes avanços sobre o que causa a doença, como evitá-la e como tratá-la de forma eficaz. Entretanto, a maioria dos pesquisadores concorda que o tratamento em um estudo clínico deve ser considerado para qualquer tipo ou estágio de câncer nas áreas de cabeça e pescoço. Dessa forma, os novos e promissores tratamentos discutidos aqui estão disponíveis apenas em estudos clínicos.

  • Alterações no DNA

Uma grande parte das pesquisas em andamento é para determinar que alterações no DNA tornam as células da boca e orofaringe cancerígenas.

A maioria dos cânceres de cabeça e pescoço apresenta mutações no oncogene PIK3CA, o que faz com que as células cresçam fora de controle levando ao desenvolvimento do câncer. Medicamentos que têm como alvo a proteína PI3K, produzida pelo gene PIK3CA, estão aprovados para uso no tratamento de outros tipos de câncer, como o câncer de mama. Estudos estão em andamento para verificar se esses medicamentos serão eficazes no tratamento do câncer de cabeça e pescoço, especialmente os cânceres HPV+, que tendem a fazer muitas cópias do oncogene PIK3CA.

Uma das alterações frequentemente encontrada no DNA das células cancerígenas da boca e orofaringe, especialmente nas células HPV-, é uma mutação do gene TP53. Alterações no gene p53 podem conduzir a um maior crescimento de células anormais e formação de tumores.

Alguns estudos sugerem que os testes para encontrar essas alterações genéticas podem diagnosticar o câncer de boca e orofaringe precocemente. Esses testes podem também ser utilizados para definir as margens cirúrgicas e determinar quais os tumores são mais propensos a responder à quimioterapia ou radioterapia. O uso da terapia gênica p53 como tratamento para esses cânceres também está sendo estudado em estudos clínicos de fase inicial.

Estudos sobre como as alterações no DNA das células da boca e orofaringe fazem com que essas células se tornem cancerígenas também estão sendo aplicadas a tratamentos experimentais destinados a reverter essas alterações. Outro tipo de terapia gênica estimula o sistema imunológico encontrar e destruir as células cancerígenas. Essas formas de tratamento ainda está em fase inicial de estudo, portanto levará alguns anos até que se possa saber se alguma delas seja eficaz.

  • Rastreamento e detecção precoce

Ao longo dos anos, diagnosticar a infecção por HPV tornou-se parte dos exames de rastreamento do câncer de colo do útero. Com o aumento dos cânceres de cabeça e pescoço HPV+, especialmente na orofaringe, alguns estudos estão avaliando formas de rastrear a infecção por HPV na cavidade oral e orofaringe, porque no momento não existem testes para esse fim. Outros estudos estão verificando se os exames de sangue podem identificar pacientes com tipos de infecção por HPV de alto risco e se isso pode ser usado como uma ferramenta de rastreamento para o câncer de orofaringe HPV+. Isso ajudaria a prevenir ou diagnosticar esses cânceres precocemente.

  • Tratamento

O câncer de boca e orofaringe que está relacionado ao HPV tende a ter um resultado melhor do que aquele que é negativo para o HPV (HPV-). Os ensaios clínicos estão começando a analisar separadamente os cânceres HPV+ e HPV-. Por exemplo, estão sendo realizados estudos para verificar se os tumores HPV+ podem ser tratados com menos quimioterapia e radioterapia sem reduzir a sobrevida. Os pesquisadores também estão avaliando os tratamentos voltados para infecções por HPV ou que tem como alvo as células cancerígenas infectadas pelo HPV. Os estudos também estão buscando melhores formas para tratar os cânceres HPV-, bem como as melhores maneiras de usar os tratamentos existentes.

Muitas pesquisas estão focadas em melhorar os resultados da quimioterapia para pacientes com esses tipos de câncer. Isso inclui descobrir quais combinações de medicamentos respondem melhor e determinar as melhores formas de combiná-los, junto com outras formas de tratamento. Os pesquisadores estão desenvolvendo novos medicamentos quimioterápicos que sejam eficazes para a doença avançada. Também estão analisando se os medicamentos aprovados para tratar outros tipos de câncer podem responder no câncer de boca e orofaringe.

Os pesquisadores  estão procurando novas maneiras de concentrar a radioterapia nos tumores, limitando os efeitos colaterais nas áreas adjacentes. Isso é especialmente importante para os tumores de cabeça e pescoço, como de boca e orofaringe, onde existem muitas estruturas importantes próximas ao tumor.

Protocolos clínicos estão estudando terapias-alvo que bloqueiam a ação de substâncias, como fatores de crescimento e receptores de fatores de crescimento, que provocam o crescimento e a disseminação do câncer de boca e orofaringe. Estão sendo estudados algumas terapias-alvo que bloqueiam a capacidade da célula cancerígena de se desenvolver e potencializam a quimiorradiação.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 23/03/2021, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Avaliação do Portal

1. O conteúdo que acaba de ler esclareceu suas dúvidas?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
2. De 1 a 5, qual a sua nota para o portal?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
3. Com a relação a nossa linguagem:
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
4. Como você encontrou o nosso portal?
5. Ter o conteúdo da página com áudio ajudou você?
Esse site é protegido pelo reCAPTCHA e a política de privacidade e os termos de serviço do Google podem ser aplicados.
Multimídia

Acesse a galeria do TV Oncoguia e Biblioteca

Folhetos

Diferentes materiais educativos para download

Doações

Faça você também parte desta batalha

Cadastro

Mantenha-se conectado ao nosso trabalho