Tipos de Câncer

Tumores Pituitários

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Tratamento de Tumores Pituitários Não Funcionais

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 22/01/2014 - Data de atualização: 04/06/2017


Nem todos os tumores pituitários precisam ser tratados de imediato, especialmente se não estão crescendo ou provocando sintomas. Mas os tumores maiores e aqueles que estão claramente crescendo, normalmente requerem tratamento.

Tumores Grandes

Os tumores grandes (macroadenomas) que provocam sintomas muitas vezes podem ser tratados com cirurgia. Isso ajuda a se livrar rapidamente dos sintomas e da ameaça às estruturas vitais. Como acontece com os tumores secretores de gonadotrofinas. Se o adenoma não voltar a crescer pode ser realizada a radioterapia. O tratamento com medicamentos geralmente não é útil no tratamento desses tumores, mas os pesquisadores relataram casos de sucesso usando temozolomida para tumores de rápido crescimento.

Incidentaloma

Estes pequenos tumores de hipófise (microadenomas) geralmente não provocam sintomas e não secretam altos níveis de qualquer hormônio. Eles são geralmente diagnosticados durante um exame de ressonância magnética realizada para outras condições.  

A maioria dos pesquisadores recomenda apenas a observação destes tumores, realizando exames físicos regulares e acompanhamento com exames de ressonância magnética. Os níveis hormonais podem ser verificados. O ponto importante é que as pessoas com incidentalomas não devem fazer exames ou tratamentos desnecessários.

Fonte: American Cancer Society (17/12/2014)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive