Sobre o Câncer

Os tipos de câncer que ocorrem com mais frequência em crianças são:

  • Leucemia. As leucemias são os cânceres infantis mais comuns e acometem a medula óssea e o sangue. Os tipos mais frequentes em crianças são a leucemia linfoide aguda (LLA) e a leucemia mieloide aguda (LMA). A leucemia pode causar dor nos ossos e articulações, fadiga, fraqueza, sangramento, febre, perda de peso entre outros sintomas. As leucemias agudas podem progredir rapidamente, por isso precisam ser tratadas (normalmente com quimioterapia) assim que é feito o diagnóstico.
  • Tumores cerebrais e do sistema nervoso central (SNC). Os tumores cerebrais e do sistema nervoso central são o segundo tipo mais comum em crianças, representando 26% dos cânceres infantis. Existem muitos tipos de tumores cerebrais e o tratamento e prognóstico de cada um é diferente. A maioria dos tumores cerebrais em crianças se inicia na parte inferior do SNC, como cerebelo e tronco cerebral. Esses tumores podem provocar dores de cabeça, náuseas, vômitos, visão turva ou dupla, tontura e dificuldade para caminhar ou manipular objetos. Os tumores da medula espinhal são menos comuns do que os tumores cerebrais tanto em crianças como em adultos.
  • Neuroblastoma. O neuroblastoma é uma forma de câncer que se inicia precocemente nas células nervosas encontradas em um embrião ou feto em desenvolvimento, sendo responsável por cerca de 6% dos cânceres infantis. Esse tipo de câncer ocorre em lactentes e bebês. Raramente é diagnosticado em crianças com mais de 10 anos. Esse tumor pode começar em qualquer local, mas geralmente é diagnosticado no abdome, sendo percebido pelo aparecimento de inchaço na região. Também pode causar dor óssea e febre.
  • Tumor de Wilms. O tumor de Wilms é um tumor que começa em um ou, raramente, ambos os rins. É mais frequentemente diagnosticado em crianças de 3 a 4 anos de idade, sendo incomum em crianças mais velhas e adultos. Ele pode surgir como um inchaço ou nódulo no abdome. Algumas vezes, a criança pode apresentar outros sintomas, como febre, dor, náuseas ou falta de apetite. O tumor de Wilms representa 5% dos cânceres infantis.
  • Linfomas. Os linfomas se iniciam nos linfócitos, que são células que fazem parte do sistema imunológico. Os linfomas frequentemente afetam os gânglios linfáticos e os tecidos linfáticos, como amígdalas ou timo. Eles também podem afetar a medula óssea e outros órgãos, provocando sintomas diferentes dependendo do local onde está se desenvolvendo. Os linfomas podem causar perda de peso, febre, sudorese, fraqueza e aumento de tamanho dos linfonodos do pescoço, axilas ou virilha. Existem dois tipos principais de linfoma: linfoma de Hodgkin e linfoma não Hodgkin. Ambos os tipos podem ocorrer tanto em crianças como em adultos.
  • Linfoma de Hodgkin. Representa cerca de 3% dos cânceres infantis. É mais comum, porém, em dois grupos etários: início da idade adulta (geralmente pessoas com 20 anos) e após os 55 anos. O linfoma de Hodgkin é raro em crianças menores do que 5 anos de idade. Esse tipo de câncer é muito semelhante em crianças e adultos.
  • Linfoma não Hodgkin. Representa cerca de 5% dos cânceres infantis. É mais provável que ocorra em crianças pequenas comparado com o linfoma de Hodgkin, mas ainda é raro em crianças menores de 3 anos. Os tipos mais comuns de linfoma não Hodgkin em crianças são diferentes daqueles observados em adultos. Esses cânceres frequentemente crescem rápido e necessitam de tratamento intensivo, mas também tendem a responder melhor ao tratamento do que a maioria dos linfomas não Hodgkin em adultos.
  • Rabdomiossarcoma. O rabdomiossarcoma começa nas células que normalmente se desenvolvem nos músculos esqueléticos, que participam do movimento do corpo. Ele pode ocorrer na cabeça e no pescoço, virilha, abdome, pelve ou nos membros (braços ou pernas). Ele pode causar dor e/ou inchaço. É o tipo mais comum de sarcoma de partes moles em crianças, representando cerca de 3% dos cânceres infantis.
  • Retinoblastoma. Retinoblastoma é um câncer do olho e representa cerca de 2% dos cânceres infantis. Geralmente ocorre em crianças na faixa etária de 2 anos e raramente é diagnosticado em crianças com mais de 6 anos. Os retinoblastomas são normalmente diagnosticados porque os pais ou o médico percebem algo atípico no olho da criança. Normalmente, ao direcionar uma luz ao olho de uma criança, a pupila aparece vermelha devido ao sangue dos vasos do fundo do olho. No olho com retinoblastoma, a pupila, tem o aspecto branco ou rosa. Este brilho branco no olho geralmente é percebido em fotos tiradas com flash.
  • Tumores ósseos. Os tumores ósseos ocorrem mais frequentemente em crianças mais velhas e em adolescentes, mas podem se desenvolver a qualquer idade. Eles representam cerca de 3% dos cânceres infantis. Os 2 tipos principais de tumores ósseos que acometem crianças são o osteossarcoma e o tumor de Ewing.
  • Osteossarcoma. É mais comum em adolescentes e, normalmente, desenvolve-se em áreas onde o osso se encontra em crescimento, como os ossos longos das pernas ou braços. Muitas vezes provoca dor que piora à noite ou com atividades. Também pode provocar inchaço na região onde está localizado no osso.
  • Tumor de Ewing. É um tipo de câncer ósseo é menos comum. Acomete principalmente adolescentes. Os locais mais comuns são os ossos da pelve, tórax ou na parte do meio dos ossos da perna. Os sintomas podem incluir dor e inchaço.

Fonte: American Cancer Society (14/10/2019)

Este conteúdo ajudou você?

Avaliação do Portal

1. O conteúdo que acaba de ler esclareceu suas dúvidas?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
2. De 1 a 5, qual a sua nota para o portal?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
3. Com a relação a nossa linguagem:
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
4. Como você encontrou o nosso portal?
5. Ter o conteúdo da página com áudio ajudou você?
Esse site é protegido pelo reCAPTCHA e a política de privacidade e os termos de serviço do Google podem ser aplicados.
Multimídia

Acesse a galeria do TV Oncoguia e Biblioteca

Folhetos

Diferentes materiais educativos para download

Doações

Faça você também parte desta batalha

Cadastro

Mantenha-se conectado ao nosso trabalho