Fatos sobre a Dor

  • A dor oncológica quase sempre pode ser aliviada ou diminuída

Você nunca deve aceitar a dor como parte normal numa doença como o câncer. Toda dor pode ser tratada e a maioria pode ser controlada ou pelo menos amenizada. Quando a dor é controlada, os pacientes dormem e se alimentam melhor, desfrutam mais dos momentos com a família e amigos e, muito importante, não deixam de realizar suas atividades diárias.

Existe uma variedade de medicamentos e métodos que podem ser utilizados para controlar a dor associada ao câncer. Você deve pedir a sua equipe médica que o mantenha o mais confortável possível.

  • Controlar a dor é parte do tratamento

O seu médico quer e precisa ouvir de você o que melhora a sua dor e o que não faz efeito. Conhecer a sua dor ajudará seu médico a ter a dimensão exata da sua doença e de como o tratamento está afetando seu corpo. Falar sobre a dor não interfere nas decisões do médico em relação ao seu tratamento.

  • Controlar a dor desde o início e evitar que ela piore é a melhor maneira de controlá-la

A dor é controlada com mais eficácia quando tratada precocemente. Você pode ouvir algumas pessoas dizerem para você aguentar a dor. Não faça isso! Também não tente resistir o maior tempo possível entre as doses dos analgésicos, porque simplesmente a dor pode piorar e, nestes casos, outras medidas de controle de dor deverão ser tomadas, como, por exemplo, o aumento de doses dos medicamentos.

  • Você tem direito de pedir o alívio da dor

Falar sobre sua dor não é um sinal de fraqueza. Nem todas as pessoas sentem a dor com a mesma intensidade, é o que se denomina limiar da dor. Além disso, não há necessidade de aguentar estoicamente a dor. Assim que você tiver qualquer sintoma de dor, converse imediatamente com seu médico. Lembre-se, é mais fácil controlar a dor quando ela começa, evite esperar que ela se agrave.

  • Pacientes que seguem a prescrição médica raramente se tornam dependentes dos medicamentos

A dependência é um medo comum dos pacientes que tomam remédios contra a dor. Esse medo pode até mesmo impedir que tomem o medicamento, ou fazer com que resistam mais entre as doses da medicação.

A dependência é definida como o desejo incontrolável por medicamentos, buscando o uso continuado. Quando os opioides são administrados contra dor, raramente causam dependência. Quando você tiver condições de suspender o uso dos opioides, seu médico diminuirá gradativamente a dose até parar completamente. De modo que, ao parar o uso desse medicamento, seu corpo terá tido tempo para se adaptar. Converse com seu médico e pergunte suas dúvidas sobre como tomar esses medicamentos com segurança e sem qualquer preocupação em se tornar dependente.

  • A maioria das pessoas não perde o controle quando tomam medicamentos contra a dor

Alguns medicamentos contra dor podem deixá-lo sonolento quando você começa a tomá-los. Essa sensação geralmente desaparece em alguns dias. A sonolência pode ser devido à dor que está sob controle e assim você consegue dormir melhor. Alguns pacientes podem ficar tontos ou se sentirem confusos quando tomam medicamentos contra a dor. Informe seu médico imediatamente se isso acontecer com você. Alterar a dose ou o tipo de medicamento, muitas vezes resolve esses problemas.

  • Os efeitos colaterais dos medicamentos contra dor podem ser gerenciados e até mesmo evitados

Alguns medicamentos podem causar náuseas e vômitos, prurido, constipação ou sonolência. Outros podem provocar danos no fígado ou nos rins. Mas seu médico o ajudará no gerenciamento desses efeitos colaterais. Alguns desses sintomas desaparecem após alguns dias de uso do medicamento. E muitos desses efeitos colaterais são resolvidos alterando-se o medicamento, a dose ou os intervalos de administração. Outros efeitos como a constipação, podem ser evitados com a administração de laxantes ou outras medidas.

  • Com dor, você pode se sentir:
  1. Cansado.
  2. Deprimido.
  3. Irritado.
  4. Preocupado.
  5. Solitário.
  6. Estressado.
  • Sem dor, você é capaz de:
  1. Ser ativo.
  2. Dormir melhor.
  3. Curtir o contato com a família e amigos.
  4. Comer melhor.
  5. Ter intimidade sexual.
  6. Prevenir a depressão.
Este conteúdo ajudou você?

Avaliação do Portal

1. O conteúdo que acaba de ler esclareceu suas dúvidas?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
2. De 1 a 5, qual a sua nota para o portal?
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
3. Com a relação a nossa linguagem:
Péssimo O conteúdo ficou muito abaixo das minhas expectativas. Ruim Ainda fiquei com algumas dúvidas. Neutro Não fiquei satisfeito e nem insatisfeito. Bom O conteúdo esclareceu minhas dúvidas. Excelente O conteúdo superou todas as minhas expectativas.
4. Como você encontrou o nosso portal?
5. Ter o conteúdo da página com áudio ajudou você?
Esse site é protegido pelo reCAPTCHA e a política de privacidade e os termos de serviço do Google podem ser aplicados.
Multimídia

Acesse a galeria do TV Oncoguia e Biblioteca

Folhetos

Diferentes materiais educativos para download

Doações

Faça você também parte desta batalha

Cadastro

Mantenha-se conectado ao nosso trabalho