Tipos de Câncer

Câncer Infantil


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Efeitos Tardios do Tratamento do Câncer Infantil

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 11/05/2013 - Data de atualização: 13/03/2020


O tratamento do câncer infantil vem se sofisticando nas últimas décadas, e muitos casos têm sido curados. Entretanto, esse tratamento pode afetar a saúde das crianças posteriormente, na vida adulta, por isso seus efeitos a longo prazo têm sido uma preocupação nos últimos anos.

Após o término do tratamento, o médico estabelecerá um cronograma de acompanhamento. É importante que as crianças façam exames regulares de seguimento e reestadiamento da doença. Com o passar do tempo, o risco da recidiva diminui e as consultas clínicas passam a ser menos frequentes, mas ainda são importantes porque alguns efeitos colaterais do tratamento tardios podem surgir muitos anos após o término do tratamento.

Atualmente, com os avanços realizados nas diferentes terapias, mais crianças tratadas de câncer sobrevivem até a idade adulta. Mas os tratamentos podem afetar a saúde das crianças mais tarde na vida adulta, portanto, é importante observar os efeitos na saúde conforme elas envelhecem o que se tornou uma preocupação nos últimos anos. Quanto mais cedo os problemas forem reconhecidos, maior a probabilidade deles serem tratados com eficácia.

Os pacientes que tiveram câncer infantil têm um risco aumentado para vários possíveis efeitos tardios e a longo prazo do tratamento. Esse risco depende de uma série de fatores, como o tipo de tumor, os tratamentos recebidos, doses terapêuticas recebidas, bem como a idade na época do tratamento. Os efeitos tardios do tratamento podem incluir:

  • Problemas cardíacos ou pulmonares.
  • Problemas no desenvolvimento dos ossos.
  • Alterações no desenvolvimento sexual e fertilidade.
  • Problemas de aprendizagem.
  • Desenvolvimento de um segundo câncer mais tarde.

É muito importante discutir as possíveis complicações a longo prazo com a equipe médica que cuida do seu filho, para poder identificar possíveis problemas ou alterações e, se necessário poder tratá-los.

Fonte: American Cancer Society (14/10/2019)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive