Tipos de Câncer

Câncer de Próstata

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Recomendações para a Detecção Precoce do Câncer do Câncer de Próstata

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/06/2014 - Data de atualização: 29/07/2019


Os homens devem ter a chance de decidir sobre fazer (ou não) o rastreamento para o câncer de próstata após discutirem com seu médico os riscos e benefícios potenciais do mesmo. A discussão sobre o rastreamento deve ocorrer:

  • Aos 50 anos de idade para homens com risco médio para câncer de próstata e expectativa de vida de pelo menos mais 10 anos.
  • Aos 45 anos de idade para homens com alto risco para câncer de próstata. Isso inclui afrobrasileiros e homens com um parente de primeiro grau (pai ou irmão) diagnosticado com câncer de próstata com menos de 65 anos.
  • 40 para homens com risco ainda maior para aqueles com mais de um parente de primeiro grau que tiveram câncer de próstata em idade precoce.

Após essa discussão, os homens que optarem pelo rastreamento devem fazer o exame do antígeno prostático específico (PSA) no sangue. O toque retal também pode ser feito como parte do rastreamento.

Se, após essa discussão, um homem não conseguir decidir se o rastreamento é adequado para ele, a decisão pode ser tomada pelo médico, que deve levar em consideração as preferências e a condição geral de saúde do homem.

Se o câncer de próstata não for detectado no rastreamento, o tempo entre futuros exames dependerá dos resultados do exame do PSA:

  • Homens que optam por fazer o teste e têm um PSA inferior a 2,5 ng/ml podem repetir o exame a cada 2 anos.
  • O rastreamento deve ser feito anualmente para homens com cujo nível de PSA é 2,5 ng/ml ou superior. Alguns médicos utilizam o valor de 4 ng/ml.

Como o câncer de próstata geralmente se desenvolve lentamente, os homens assintomáticos que não têm uma expectativa de vida maior de 10 anos não devem fazer os testes, pois eles provavelmente não serão beneficiados. O estado geral de saúde, e não a idade, é um fator importante ao tomar uma decisão sobre fazer (ou não) o rastreamento.

Mesmo após a tomada de decisão sobre o rastreamento, a discussão sobre os prós e contras do rastreamento deve ser repetida conforme novas informações sobre os benefícios e riscos do mesmo se tornem disponíveis. Também são necessárias discussões adicionais para levar em conta as alterações no estado de saúde, nos valores e nas preferências individuais do homem.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 01/08/2019, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive