top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[LEGISLATIVO] Comissão solicita informações sobre a fosfo

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 13/04/2016 - Data de atualização: 13/04/2016


O que houve?

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) quer informações detalhadas do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação sobre os gastos realizados pelo Ministério em todas as ações relacionadas aos estudos da fosfoetanolamina, conhecida como pílula do câncer. A comissão aprovou, nesta terça-feira (12), requerimento do presidente do colegiado, senador Lasier Martins (PDT-RS), que solicita ao ministro as informações sobre os estudos e os resultados obtidos até agora.

Em sua justificação, Lasier afirmou que o defensor público federal Daniel de Macedo Alves Pereira fez importantes questionamentos ao Ministério sobre os testes científicos realizados. Ele pôs em dúvida a metodologia utilizada nesses exames. Em março, o Senado aprovou a distribuição do medicamento antes que fossem concluídas as pesquisas sobre sua eficácia.

- O Ministério, mesmo em tempos de crise econômica, conseguiu liberar a verba de R$ 10 milhões para a realização dos testes clínicos e científicos. Desses, R$ 2 milhões já foram utilizados - expôs o senador.

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) comentou que o Senado cometeu "um enorme equívoco” ao liberar o medicamento sem conhecer seus efeitos clínicos.

- É uma loucura completa o que nós estamos vivendo. O Senado autorizar a liberação de um medicamento sem que fossem feitos testes clínicos como manda a boa técnica para saber se ele é eficaz ou não - criticou.

Lasier disse que essa aprovação aconteceu devido ao sentimento das pessoas que tinham a esperança de que o medicamento as salvasse do câncer e pelo fato de que já havia sido comprovado de que a fosfoetanolamina não faz mal ao organismo. Mas Aloysio disse que o medicamento provavelmente não vai funcionar e que pode influenciar as pessoas a deixarem os tratamentos mais eficazes.

- É claro que a emoção é importante, mas o Senado não pode legislar nessa base - disse Aloysio.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive