top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[JUDICIÁRIO] AMB pede suspensão da pílula do câncer no STF

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/04/2016 - Data de atualização: 28/04/2016


O que houve?

A Associação Brasileira de Médicos (AMB) protocolou, no dia 15/04/2016, uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) perante o Supremo Tribunal Federal (STF). A ação tem como objetivo suspender a Lei nº 13.269/2016, sancionada pela Presidente Dilma Roussef, que autoriza o uso da fosfoetanolamina sintética.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade é uma medida jurídica com o objetivo de invalidar uma lei por não estar em acordo com a constituição. No caso da Lei da Fosfo, a  ADI apresentada pela AMB argumenta que há falta de comprovação sobre a eficácia da substância, falta registro da substância junto a ANVISA, e há incompatibilidade da lei com a Constituição e a Lei 6.360/76, que dispõe sobre a Vigilância Sanitária a que ficam sujeitos os Medicamentos.
 
E agora?

A ação proposta pela AMB recebeu o número 5501 e deverá ser analisada e julgada pelo Supremo Tribunal Federal.

O Instituto Oncoguia, através de seu Núcleo de Advocacy, continuará monitorando os desdobramentos desta ação.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive