Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Confira aqui os depoimentos


  • Sandra Regina Nóbrega Cândido - Câncer de Mama
    Queria ter o dom de permitir que ninguém me fizesse mal nenhum, que as pessoas não conseguissem me magoar, que eu pudesse não me decepcionar nunca com ninguém. Queria que todos os meus momentos fossem só alegria...
Olá Boa Tarde Amigas !!!
Vou compartilhar um pouquinho da minha história, da minha luta, meu nome é Sandra Regina Nóbrega Cândido, tenho 39 anos, sou casada e meu esposo se chama Mauro, temos um filho de 9 anos que se chama Gustavo. No mês de agosto de 2012 percebi um nódulo na minha mama Esquerda quando estava tomando banho, comentei com meu esposo e pedi que ele apalpasse minha mama e assim ele fez, perguntei se ele notou o nódulo ele disse sim, naquela hora ele notou meu desespero e pediu que eu tivesse calma que não seria nada, bom no outro dia bem cedo liguei no consultório para marcar uma consulta que para aumentar ainda mais meu desespero só tinha vaga depois de 15 dias, deixei marcado a consulta e lá vou eu depois de 15 dias ao médico, passei para ele tudo que estava acontecendo ele então me examinou e disse que não era nada apenas uma alteração na glândula mamária e preguntou se eu havia batido o seios em algum lugar, disse a ele que eu tinha levado um belo tombo de bicicleta batendo o lado esquerdo todo no chão, sem ao menos pedir um ultrassom ou uma mamografia ele concluiu que seria do tombo, mesmo assim procurei outro médico que para piorar ainda mais a situação disse que eu poderia ir no melhor profissional da área que não ia ficar satisfeita, pois meu problema estava na cabeça que eu precisava de uma terapia tudo isso sem ao menos me examinar ... saí de lá me sentindo um lixo e ao mesmo tempo pensei comigo mesma será que esse nódulo é coisa da minha cabeça??? Fui pra casa arrasada com um belo encaminhamento para um psiquiatra, no outro dia mesmo fui marcar o tal psiquiatra, sabia que ia demorar pois seria pelo SUS, dito e feito, minha consulta foi marcada para fim de outubro enquanto isso o nódulo continuava lá. Chegou o grande dia de ir ao psiquiatra e lá fui eu, na recepção só tinha pessoas que realmente estavam precisando de ajuda e eu me perguntava o que estou fazendo aqui, bom, a enfermeira me chama e eu entro na sala me deparo com um jovem com cara de louco! Bom nessa hora nem eu sabia quem era mais louco, ele ou eu, ele começou a conversar comigo e eu respondia a tudo que ele perguntava, no final me disse, olha vou passar um remedinho que você vai ficar joia, pensei comigo, achei que terapia fosse outra coisa e mais uma vez lá vou eu pra casa e desta vez cheia de remédios que era para tomar meio comprimido todas as noites, confesso que tomei por três noites e estava me sentido no mundo da lua, resolvi parar de tomar, disse ao meu esposo que não precisava de calmantes e sim de um bom médico, lá fui eu mais uma vez ... Marquei com um terceiro médico que ao me examinar disse que não sentia nódulo alguns mas pelo menos ele foi profissional pediu que eu mostrasse a ele onde eu sentia o nódulo e assim eu fiz, ele ainda brincou não é que tem um nódulo aqui mesmo, nódulo sem vergonha estava se escondendo de mim, bom depois de ser examinada fui para sala do médico onde ele me pediu vários exames e um ultrassom da mama, sai do consultório e já fui marcar todos os exames, isso já no mês de novembro, mas não demorou muito estava fazendo tudo pelo meu plano que não é dos melhores, pois pago metade de tudo que faço. Bom, os exames ficaram prontos, não resisti e abri antes de levar pro médico e percebi que algo no ultrassom estava ruim pois estava escrito na conclusão: nódulo altamente suspeito, nossa nem dormi direito, não via a hora de levar para meu médico. No dia seguinte, chegou a hora, estou de frente com meu médico, ele abre os exames, detalhe, o ultrassom fica por último, os outros exames estavam tudo ok, ufa que bom, mas na verdade não via a hora dele abrir o ultrassom e ao mesmo tempo não queria, ele começa a ver o ultrassom, percebo o ar de espanto: Ai meu DEUS estou com CÂNCER mesmo era só isso que eu tinha em mente, ele olha bem nos meus olhos e diz: Sandra, deu um probleminha no seu ultrassom, vou encaminhar você para um mastologista e eu pergunto: É CÂNCER? ele responde, você vai precisar fazer uma biópsia para ter certeza, mas fica tranquila, não será nada! Percebi que ele queria apenas me acalmar, naquela hora agradeci, peguei meus exames, segurei firme na mão do meu esposo sem olhar para ele é claro e sai de lá, já lá fora percebi também que meu esposo não queria olhar pra mim quer dizer dentro dos meus olhos, ele já estava atrasado para voltar pro trabalho e eu tinha alguns lugares para ir, então ele me deu um beijo e voltou pro trabalho e eu sai andando pelas ruas ... parecia que estava perdida sem rumo, sem chão, naquela hora uma confusão de sentimentos tomou conta de mim, não aguentei, parei em uma praça sentei e ali mesmo comecei a chorar e ai vieram as perguntas, ah como eu queria ter todas as respostas para todas as minhas perguntas, quando tudo está bem nós nem lembramos de fazer tantas perguntas. Mas quando não está, faço como, como responder a todas??? Será que essa dor no meu peito amanhã não existirá mais??? Será que as lágrimas que eu derramo agora não existirão mais nem em lembranças??? Queria ter o dom de permitir que ninguém me fizesse mal nenhum, que as pessoas não conseguissem me magoar, que eu pudesse não me decepcionar nunca com ninguém. Queria que todos os meus momentos fossem só alegria... E quem não quer né??? É ... Todo mundo... Ah, mas que saudade de uma alegria plena, completa ... Ainda mais agora que aprendi a não exigir tanto da vida e nem de mim... Que estou começando a entender o que é não levar a vida tão a sério... Queria tanto não levar a vida tão a sério agora ... mas agora não dá ... Agora é sério !!! Quero uma folguinha pra mim, quero relaxar, respirar fundo, sentir alívio, felicidade, rir com vontade, me sentir livre... ai, como eu quero isso, como eu sonho com isso, e isso só eu sei, eu e meu coraçãozinho que de "inho" não tem nada, estamos indo firme e forte. E mesmo com esses momentos de aperto no peito eu durmo e acordo com minhas forças renovadas... Eu sei que é tudo passageiro, mas nossa como cansa viu, qualquer tristezinha torna uma proporção sem igual, qualquer dorzinha parece que doi 20 vezes mais, muito mais. Meu coração anda frágil, minha cabeça cansada, meu corpo reclamando, como eu queria poder me dividir em várias e conseguir lidar com todas as situações separadamente, como é difícil lidar com todos os problemas ao mesmo tempo. Meu DEUS, como é difícil, onde eu aperto o pause para respirar um pouco, recuperar minhas energias pra continuar??? O que me dá força pra seguir adiante é que sei que tudo vai passar, que essa fase não vai durar pra sempre, que apesar de toda a dificuldade desse momento eu aprendi e ainda vou aprender muito e o melhor, que estou conhecendo outra de mim e que as lágrimas que eu derramo se transformarão todas em sorrisos, muitos e muitos !!! Em breve todas essas perguntas que eu faço agora serão respondidas!!! Faço meu tratamento em Ribeirão Preto no HC pelo SUS, comecei meu tratamento em 07/01/2013 todos os exames que eu tinha em mãos precisei fazer tudo de novo e depois de todos os exames pronto os médicos chegaram em mim e disse você vai precisar fazer cirurgia, quimioterapia, radioterapia e tomar uma medicação durante 5 anos, minha cirurgia foi no dia 08/02/2013, mastectomia total da mama Esquerda, ainda não fiz reconstrução, só depois de todo tratamento, fiquei uns três meses andando com uma mama só, confesso que foi horrível, aí descobri nessa conversa no hospital que eu tinha direito a dois sutiãs e uma prótese, lá fui eu atrás dos meus direitos, que de um lugar mandavam eu pra outro, fiquei que nem bolinha de pingue pongue mas consegui, detalhe, um sutiã e uma prótese! Bem que briguei por dois mas me falaram que só tenho direito a outro daqui há dois anos, um absurdo, bom mas conheci pessoas que estão me ajudando muito e logo, logo consigo mais um sutiã, bom estou fazendo quimio já fiz 5 faltam mais 3, fiz 4 vermelhas e vou fazer 4 brancas já fiz uma branca que confesso foi a pior de todas me deixou de cama e que dor é essa no corpo que não passa por nada, mas continuo firme e forte e se DEUS quiser e ele há de querer logo logo tudo isso acaba.... Amigas foi com muito carinho que deixei um pouquinho de minha história...
BJS


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 252

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 253

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 254