Espaço do

Paciente


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Confira aqui os depoimentos


  • LPN - Câncer de Ovário
    E que todas as mulheres estejam conscientizadas da importância dos exames preventivos!

Hoje, dia 26/05,Dia da Conscientização sobre o Câncer de Ovário, venho compartilhar com vocês uma parte muito importante de minha vida.

Com quase 40 anos, comemoro neste ano (2011) 13 anos de "superação e vitória” diante desta doença e deste mito chamado câncer.

Ontem eu estava pensando como colocar no papel tantas e tantas emoções e sensações vividas ao longo deste tempo. Fui buscar na memória, no corpo, na mente tudo o que havia se passado e ainda se passa comigo. Achei então um depoimento que dei em 2002 para uma revista feminina, contando "como venci o câncer”. Lendo aquilo parecia estar vivenciando tudo novamente: o passado se faz presente. Lágrimas surgiram e um aperto no coração senti... Mas também senti alegria em ver que estou viva e bem! Normalmente este tipo de câncer é cruel.

As marcas ainda estão em meu corpo... Vazios que nunca serão preenchidos, mas que são importantes para me manter focada na busca por saúde, qualidade de vida e focada para viver o momento presente, hoje e sempre!

Olhar para as dificuldades, dores, angústias é inevitável no processo da doença, mas resolvi compartilhar com vocês toda a experiência positiva e motivadora que uma doença que traz um diagnóstico "sentença de morte” pode também nos revelar.

Creio que podem imaginar o que senti ao receber um diagnóstico de câncer de ovário aos 28 anos... Eu era alegre, ativa, sonhadora, queria ser mãe. Após o diagnóstico vieram 3 cirurgias (histerectomia total), 9 sessões de quimioterapia, queda de cabelo, etc.

Alguns momentos foram difíceis em particular: a recuperação das cirurgias: quase 50 pontos na barriga; eu não podia andar dirigir me exercitar; a queda dos meus cabelos; a perda da possibilidade de gerar um filho. Mas, por incrível que pareça, mesmo tomando Taxol e Carboplatina não sei o que é enjoo de quimioterapia! Eu saía de uma aplicação de quase 4 horas (onde ficava na maior prosa com as queridas enfermeiras) trocando receitas e chegava a casa e comia um baita prato de comida! Porém, durante uns 5 dias após a quimioterapia eu me sentia prostrada, com uma gripe muito forte.

Na minha época, que pena, não existia ainda o Oncoguia com este mundo de informações importantes a nós pacientes... Os meus cuidadores, em geral, me ajudaram (e ajudam)muito! Mas confesso que muitas vezes eu tinha medo de ir atrás de ler artigos. Eu sempre busquei perguntar tudo aos médicos, eu queria saber a realidade do tratamento. Atualmente faço exames anuais de rotina e não largo meus médicos até hoje!

A partir da minha experiência quero dizer coisas que acho essências (para os pacientes de hoje e sempre):

  • Em primeiro lugar ter uma visão integral do Ser, ou seja, entender que a doença é multifatorial (genética, ambiental, emocional) e por isso cuidar de todas nossas "partes” é fundamental (corpo mente espírito).
  • Buscar um tratamento multidisciplinar. Médicos, psicólogos, grupo de apoio, químio, fisio, nutrição. Mas olhando com cuidado e atenção para todos os campos ao nosso redor. Isso foi muito importante no meu tratamento: busquei alternativas diversas que me complementavam: terapia, grupo de apoio, massagem, cuidados alimentares, religião, leitura, música, meditação, encontro com amigas, reunião com a família. Tudo o que naquele momento me fazia sentir viva! Na verdade, até hoje eu faço isto! Essa atenção com o meu dia-a-dia tornou-se especial: o câncer trouxe isto de bom.
  • Olhar mais para a saúde. Exames periódicos e preventivos passaram a ser uma rotina.
  • Mergulhar no autoconhecimento. Isto se tornou constante em minha vida nestes últimos anos: ouvir e sentir o que verdadeiramente minha alma diz, por que estou aqui e simplesmente viver o dia de hoje como o mais belo!
  • Respeitar minhas limitações: meu corpo, meu coração, aprender a dizer não e comemorar conseguir fazer as coisas mais simples como tomar um cappuccino na esquina, estar com minha família, ver minhas sobrinhas e curtir hoje a maternidade, mas de uma forma diferente (com meus cães).
  • Procurar profissionais que trabalhem na área oncológica; entendam os mecanismos da doença e as particularidades sentidas por um paciente oncológico.
  • Ter a melhor interação possível entre Médico x Paciente! Isto com certeza contribuiu muito para o sucesso de meu tratamento. Meus médicos e cuidadores são hoje Grandes amigos, que me conhecem como ninguém!
  • Buscar informações com pessoas que vivenciaram a doença! Na época de minha quimioterapia conheci pessoas especiais que dividiram suas experiências, dificuldades e dores e também superações e milagres.
  • Olhar para meu lado "sombra”, tristeza, angústia, medo. Tudo pode ser sentido, ser frágil, chorar! Isto também existe dentro de mim! É necessário buscar o equilíbrio. • Doar mais tempo para mim!
  • Trabalhar seguindo meu coração e não somente minha razão.
  • Deixar a vida fluir, acreditar no fluxo, ouvir as mensagens. Confesso que apesar disto tudo eu me sinto hoje uma pessoa bem melhor: valores profundos, buscando cada vez mais Ser! A experiência de "quase morte” faz com que eu dê muito mais valor a minha vida; a cada instante vivido; a escolher melhor onde estar, aonde ir, onde ficar e com quem estar! Buscar novas amizades, novos trabalhos, novos problemas, novas vitórias!

VIVER CADA DIA! COMEMORAR CADA NOVO DIA! CADA NOVA OPORTUNIDADE! Simplesmente, graciosamente, mobilizando forças interiores, buscando sempre um sentido especial para estar aqui, agora! Hoje, o meu maior presente é olhar pra trás, ver tudo o que passei e poder dizer a todos: Acreditem na vida! Ela pode sim ser bela! Nós merecemos sim!

Agradeço de coração a equipe Oncoguia, a Lu (Holtz)em especial! Enzo, Regina, Ayrton, Célia, Claudio, Revida, meus pais, familiares, amigos, por me darem esta oportunidade de colaborar para este grupo que contribui para melhorar a qualidade de vida dos portadores de câncer.

E agradeço a todos os profissionais e pessoas envolvidas na minha luta e na minha vitória até hoje! Sem o carinho, afeto, colo, paciência, AMOR INCONDICIONAL, eu não teria conseguido seguir e chegar até aqui! Enzo, Regina, Ayrton, Célia, Claudio, Revida, meus pais, familiares, amigos, enfermeiras!

E que todas as mulheres estejam conscientizadas da importância dos exames preventivos! A prevenção é o melhor caminho! Vamos NOS CUIDAR!



A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 252

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 253

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, object given in /var/www/vhosts/www.oncoguia.org.br/httpdocs/depoimento.php on line 254