Oncoguia

Pesquisa no site:

Pesquisa no site:

RSS

A- A+

Patrocínio

Câncer de Peritôneo - Entenda o Câncer da apresentadora Hebe Camargo

Equipe Oncoguia

Última atualização: 17/01/2010

O câncer primário de peritônio é um tipo de câncer raro atingindo, na maioria das vezes, mulheres pós-menopáusicas.

Na última segunda-feira, dia 11 de janeiro, a apresentadora Hebe Camargo, de 80 anos, foi diagnosticada com câncer primário de peritônio, um tipo raro de neoplasia, mas com grandes chances de cura.

O peritônio é a maior membrana do corpo. Ela reveste o interior do abdômen (barriga) abrangendo e protegendo todos os órgãos nele contidos (intestino, fígado, estômago, ovários, entre outros).

A maioria dos cânceres primários de peritônio inicia-se na parte inferior do abdômen conhecida como pélvis, onde se localizam os ovários. Por esta razão, o câncer primário de peritônio e o câncer de ovário se comportam de forma muito semelhantes e são tratados, na maioria das vezes, da mesma maneira.

Segundo especialistas, esse tipo de câncer é considerado raro e atinge quase que exclusivamente mulheres pós-menopáusicas (cerca de 70% das mulheres são diagnosticadas em idades avançadas). Sabe-se que mutações genéticas podem estar ligadas à formação desse tipo de câncer.

“5 em cada 100 mulheres são acometidas pelo câncer de peritônio” afirma o Dr. Sérgio Simon, oncologista clínico do Hospital Israelita Albert Einstein, médico que cuida da apresentadora.

Sinais e Sintomas

O câncer primário de peritônio, na maioria das vezes, não apresenta qualquer sintoma durante um longo período de tempo. Quando os sintomas ocorrem, podem apresentar-se das seguintes formas:
- Perda de apetite.
- Inchaço no abdômen.
- Dor abdominal.
- Constipação ou diarréia.
- Necessidade de urinar com frequência.

Os sintomas acima podem ser causados por uma série de outras doenças e não exclusivamente pelo câncer primário de peritônio. Por esse motivo, procure orientação de seu médico de confiança ele é quem poderá fazer o diagnóstico da doença.

Tratamento para Câncer Primário de Peritônio

          Cirurgia

A cirurgia pode ser um dos tratamentos a serem utilizados para esse tipo de câncer. O intuito é retirar o maior volume de tumor ou tumores possíveis.

          Quimioterapia

Quimioterapia é o uso de drogas, geralmente administrada após a cirurgia, para destruir as células cancerosas. No entanto, há casos em que opta-se por administrá-la primeiro, para posteriormente realizar a cirurgia, O objetivo é diminuir o tamanho do tumor e facilitar a retirada cirúrgica do mesmo.

          Radioterapia

Radioterapia trata o câncer usando raios X de alta energia para destruir as células cancerosas. Ocasionalmente, utiliza-se a radioterapia no tratamento de câncer primário de peritônio.

Saiba mais


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003-2009 Oncoguia. Todos os Direitos Reservados. desenvolvido por Lookmysite