ONG cria número de WhatsApp para combater fake news sobre câncer

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/03/2018 - Data de atualização: 14/03/2018

As receitas com bicarbonato de sódio e vinagre que prometem uma cura milagrosa do câncer circulam livremente via WhatsApp, Facebook, e-mail e demais redes. Além dessas, mais uma porção de notícias sensacionalistas sobre a doença se proliferam com muita rapidez, sem qualquer embasamento científico.

Combater essas notícias falsas é objetivo do Instituto Oncoguia que criou uma número de WhatsApp para responder o que é verdade e  o que é mentira. "A pessoa envia sua dúvida e em até 48 horas os oncologistas voluntários respondem”, explica Luciana Holtz, fundadora e presidente do Instituto Oncoguia. O número do Onco Confirma é (11) 96849.9979.

Rede contra as fake news

A guerra contra as fake news também mobilizou um time de comunicadores digitais que são ou foram pacientes oncológicos. A ideia, segundo Luciana Holtz, é empoderá-los para que eles se tornem porta-vozes de informações seguras com alinhamento científico.

Para Luciana, a disseminação de um conteúdo falso sobre saúde pode ter efeito muito perigoso e impactar negativamente no bem-estar do paciente. "A hora que você cresce e o teu blog não é mais simplesmente aquele diário virtual e você percebe que está fazendo diferença na vida de muitas pessoas, seu compromisso com a informação, com a fonte tem que ser muito grande”, explica.

A rede de influenciadores - ativa no Instagram, YouTube, Facebook e em também blogs pessoais - teve aulas de oncologia, que tirou dúvidas e explicou como selecionar uma fonte confiável.

Entre os compromissos desses comunicadores, está repercutir apenas informações corretas e precisas; encorajar o autocuidado; não divulgar conteúdo de caráter sensacionalista, mórbido ou contrário aos direitos humanos e às liberdades individuais; não realizar alterações em conteúdos de audiovisual que deturpem a realidade.

Careca Bonita

Uma das participantes da rede é a youtuber Sonia Niara, de 27 anos, que fala sobre o enfrentamento à doença em seu canal o "Careca Bonita”. Ela mesma conta que já recebeu várias fake news durante os quatro anos seguidos de tratamento.

"Vão desde dicas de alimentos com potencial de cura, tratamentos alternativos a grandes absurdos enviados por mensagem de texto. Infelizmente, sei que a maioria das pessoas que compartilharam comigo essas mensagens a fizeram na maior das boas intenções, entretanto elas estão desinformadas”, conta Sonia. "Por isso a importância de levar informações de confiança a amigos, familiares e pacientes oncológicos”, completa.

A presidente do Instituto Oncoguia acredita que a batalha contra as fake news não é nada fácil, já que, segundo ela, esse tipo de notícia tem uma força contrária monstruosa. "O que a gente está se propondo é pelo menos plantar a sementinha na cabeça das pessoas para que elas passem a ser perguntar: "será que é verdade” antes de compartilhar qualquer informação”, afirma Luciana Holtz.

Matéria publicada no Catraca Livre em 13/03/2018




Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive