Tipos de Câncer

Câncer de Testículo

Exames de Sangue e Marcadores Tumorais para Câncer de Testículo

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/09/2012 - Data de atualização: 18/12/2015

Alguns exames de sangue podem ajudar a diagnosticar tumores testiculares. Muitos cânceres de testículo secretam níveis elevados das proteínas alfa-fetoproteína (AFP) e gonadotropina coriónica humana (GCH). Quando estas proteínas (denominadas marcadores tumorais) estão presentes no sangue, sugerem a existência de um tumor maligno. Um tumor pode também aumentar os níveis da enzima desidrogenase láctica (DHL). No entanto, os níveis de DHL também podem estar aumentados por outras condições clínicas.

Os tumores não seminomas frequentemente elevam os níveis da AFP e de GCH. Os seminomas puros ocasionalmente aumentam os níveis da HCG, mas nunca alteram os níveis da AFP, portanto, qualquer aumento na AFP significa que o tumor tem um componente não seminoma. Um nível alto de DHL frequentemente (mas, nem sempre) indica doença generalizada. Os tumores de células de Sertoli e de Leydig não produzem essas substâncias. Os níveis destas proteínas não se elevam se o tumor for pequeno.

Estes exames são uteis para ajudar a diagnosticar a presença de tumores malignos, para avaliar a resposta à terapia, e para garantir que o tumor não recidivou.

Fonte: American Cancer Society (13/02/2015)





A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive