63% dos brasileiros apontam que câncer deve ser doença considerada prioritária pelo governo, aponta levantamento

Ver conteúdo relacionado
  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 02/05/2022 - Data de atualização: 02/05/2022

O câncer está cada vez mais perto da realidade dos brasileiros. É o que aponta a pesquisa divulgada hoje (26) pelo Instituto Oncoguia, no 12º Fórum Nacional Oncoguia. Cerca de 83% da população afirma que teve contato com alguma pessoa diagnosticada com câncer e 40% delas tiveram a doença ou alguém do núcleo familiar teve. O levantamento foi realizado pelo Datafolha, que entrevistou 2.099 pessoas com mais de 16 anos em todo o Brasil, entre os dias 4 e 12 de abril.

De acordo com o levantamento, cerca de 63% dos brasileiros consideram que o câncer deveria ser prioridade para o Governo entre as doenças crônicas não transmissíveis. “Isso nunca foi perguntado e nós vemos esse resultado como algo muito necessário. Nós temos uma população absurdamente tocada e impactada pela doença, mas que reconhece a relevância do câncer como uma doença que tem que ser tratada de forma prioritária. Para o Oncoguia, esse é o ponto central da pesquisa e todo mundo tem que conhecer, em especial os políticos”, afirma Luciana Holtz, presidente e diretora executiva da instituição.

Segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 625 mil novos casos devem ocorrer no país. Com a pandemia, oncologistas acreditam que houve uma subnotificação dos casos, já que por conta do isolamento social, parte da população deixou de fazer acompanhamento médico e buscar clínicas para assuntos não relacionados à Covid-19.

Estigma

Dos entrevistados, 42% associam a palavra câncer a sentimentos negativos, sendo “morte” a palavra mais citada. Já duas em cada 10 pessoas lembraram de palavras relacionadas ao diagnóstico, como “doença grave” e “doença perigosa”.

“Enquanto as pessoas estiverem linkando o câncer com morte, sofrimento e dor, torna ainda mais desafiador a gente conscientizar, fazer com que as pessoas compreendam a importância da prevenção, da detecção precoce e do início ágil do seu tratamento. A pessoa precisa se engajar nesse autocuidado e na questão de ser protagonista da própria saúde”, aponta Holtz.

No câncer, o diagnóstico precoce é essencial, já que o estágio em que a doença é detectada impacta diretamente no sucesso do tratamento. Ainda, o acesso e a adesão ao tratamento são essenciais para reduzir o número de mortes.

Matéria publicada pelo portal Futuro da Saúde em 26/04/2022






Folhetos Diferentes materiais educativos para download

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Ver versão completa do site. Desenvolvido por Lookmysite Interactive