Espaço do

Paciente

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Viver sem metas? Impossível!

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 23/11/2016 - Data de atualização: 23/11/2016


Desculpa o trocadilho infame que usei no título da coluna de hoje, decidi recentemente parar de chamar metástase com intimidade "meta” porque não estou disponível para nenhum tipo de relacionamento sério com ela. Então ficamos assim... Ela, a metástase, em um canto escuro e longe e eu aqui com minhas metas, as legais, as boas, as que motivam e me levam pra frente!

Ano passado, quando recebi o diagnóstico da metástase, estava em uma fase bem difícil da minha vida, de coração partido, sem planos, sem saber por onde (re)começar.  Aí veio essa bomba! Se tudo já estava bagunçado, virou o caos completo. Pensei: "então é isso... é assim que acaba”. Acho que não conhecia dor de verdade até aquela sexta-feira à noite quando deitei sozinha no silêncio do meu quarto e repassei mentalmente aquelas palavras escritas na conclusão da ressonância magnética. Teria que reviver todo aquele pesadelo de quimioterapia, careca, médicos, exames, incertezas, efeitos colaterais, medos. Foi uma noite longa, dolorosa, repleta de questionamentos. Mas o dia amanheceu... E junto com ele uma vontade inexplicável de atropelar tristeza, câncer e tudo mais de ruim que tinha sentido até aquele momento.  E a solução era apenas uma: eu precisava de metas!
 
Já sei, você vai me dizer toda aquela ladainha que envolve o universo do paciente metastático: não podemos fazer grandes planos porque tudo depende de como estará a doença, as medicações, a rotina médica. Blábláblá. Pra mim, o nome disso é autossabotagem. Tá pra nascer o médico que vai me impedir de viver... Até porque, seria estranho né? O objetivo de tudo isso não é esse? Viver? Então...

Claro que eu não tô falando pra você abandonar o tratamento e sair por aí dando a volta ao mundo que nem louca. Quero apenas que você aprenda  a conviver com essa realidade de forma a não interromper o mais importante de tudo: continuar seguindo em frente. Afinal, que sentido teria essa luta toda para não chegar a lugar nenhum? Você precisa ter metas... Das boas!

Planos são excelentes formas de motivação. Ano passado, eu decidi que queria estar bem para realizar o sonho de fazer um anjinho na neve. E eu fiz! Estava careca, tinha acabado de concluir as quimios com Taxol e viajei entre uma  medicação de controle e outra. Fiquei 20 dias fora enfrentando temperaturas negativas e, apesar de parecer uma irresponsabilidade, eu fiz tudo certinho e não dei um espirro sequer durante toda a viagem. É incrível como nosso organismo responde positivamente à felicidade e realizações. Me arrisco a dizer que o planejamento em si já emite um tipo de mensagem para nosso corpo: vc precisa estar bem para vivermos isso! E ele responde...

Os pilares da famosa lei da atração são quatro: Pedir, acreditar, receber e agradecer. Comece já a praticar essa pequena mágica. Sua meta é viajar? Comece aos poucos a planejar e as coisas vão acontecendo naturalmente. Sua meta é reformar a casa? Rever uma amiga que mora longe? Casar? Organizar uma festa linda de bodas de madeira? Ser voluntária em uma ONG e ajudar um monte de gente? Virar uma blogueira famosa? Abrir uma lojinha de artesanato? Ou simplesmente juntar uma grana e torrar numa tarde de glamour no shopping? Não importa, as metas são suas e elas precisam ter significado pra você.

O que levamos dessa vida não são coisas, são as experiências que vivemos.  
Agora vou contar da minha última meta/peripécia realizada. Eu amooooo viajar, e essa coisa toda da metástase trouxe para a minha vida uma amiga irmã que também é tarada por arrumar malas. No começo desse ano, conversando sobre as metas que gostaríamos de realizar decidimos fazer uma pequena loucura: ir pra Europa falar um Oi para o Papa. No começo parecia impossível, arriscado, estávamos em plena suspeita de progressão de doença. Mas não nos deixamos abater, fomos planejando, pesquisando, mentalizando, conversando com nosso corpo, nossa família, nossos médicos e pronto... como num passe de mágica as coisas começaram a se encaixar. Até dinheiro que não esperávamos surgiu hahahaha. A progressão da doença foi confirmada na semana que antecedeu nosso embarque e os médicos foram unânimes: Viagem tranquilas, na volta já teremos a estratégia traçada para recomeçar a luta!
 

Mulheres ao Mar


E assim aconteceu. No dia 12 de outubro embarcamos para Veneza, onde pegamos um navio que passou por Dubrovnik, na Croácia, onde gravam minha série favorita "Game Of  Thrones” e eu pude até sentar no trono de ferro e me sentir a soberana nos sete reinos. Depois fomos para Éfeso, na Turquia, onde conhecemos a casa onde a Virgem Maria viveu após a crucificação (independente da religião, é um lugar com uma energia inexplicável e eu lavei a alma com lágrimas e gratidão por estar vivendo aquilo). Passamos também por Santorini (famosa pelas suas casinhas brancas e um mar turquesa de tirar o fôlego) e Olympia, o berço das olimpíadas onde até fizemos uma corridinha pra esfregar na cara do câncer quem é que manda nessa bagaça hahaha. Na volta do cruzeiro pelo mediterrâneo fomos para Roma, onde andamos mais de 12km por dia (Ei, metástase óssea KD vc que sumiu??? hahaha). Cidade incrível, grandiosa, apaixonante, histórica em cada esquina. E enfim, conhecemos o Papa. Nem sei que palavra descreve meu sentimento naquela Praça de São Pedro no Vaticano... foi sensacional. O Papa apareceu na janelinha e, por coincidência, ou não, o discurso daquele dia parecia ter sido escrito pra nós. Quero compartilhar aqui um trecho porque tenho certeza que vocês vão se identificar também:

 

 

"Hoje é tempo de missão e coragem.
Coragem para fortalecer os passos cambaleantes e para readquirir a confiança em cumprir a missão que nos é dada.
Coragem, mesmo diante do fracasso e que não sejamos controversos ou agressivos.
Coragem para lutar, não necessariamente para ganhar; Coragem em resistir à incredulidade, sem se tornar arrogante.
Hoje é tempo de coragem! Hoje a coragem é necessária!”


Acho que ali ele resumiu tudo o que estávamos sentindo e tudo o que deveríamos levar para nossa vida dali em diante. E é isso que hoje digo para vocês: Coragem! Tenha metas! Realize! A metástase é parte da sua missão e não o fim. Não desista de SENTIR alegria mesmo diante das dores e medos que nos perseguem... ainda há muito a cumprirmos por aqui, queira com sua mente e seu coração que o seu corpo vai te ajudar.

 

 

 

 

 

 

 Momentos onde cada dor vira gratidão pela vida!


Bom, voltamos de viagem já preparadas para lidar com as "novidades” e protocolos.
Eu estou oficialmente de volta à quimioterapia. Mas quer saber de uma coisa???? Pode mandar a quimio, medicação, o que for... quero das fortes, quero arregaçar com esse câncer e em breve voltar à remissão... Porque minha cabeça já está cheia de planos, quem sabe um cafezinho olhando pra Torre Eiffel? Quem sabe uma selfie em cima de um camelo no deserto? Ou percorrer os 800km do Caminho de Santiago? Quero ver o Taj Mahal, o muro das lamentações, subir em um arranha céu em Hong Kong, deixar uma carta de amor colada nas paredes da casa de Julieta em Verona ou comer um escorpião no espeto na Tailândia (blecati!). Também estou focada em voltar a correr e fazer provas de rua, quero escrever um livro, saltar de paraquedas e casar no finalzinho da tarde em um lugar repleto de verde e cheio de luzinhas...

Tenha sonhos, tenha planos e corra atrás. A metástase é só um detalhe da sua rotina, não deixe ela engolir o que de mais precioso você tem: a emoção por viver!
Eu não sei vocês, mas tenho certeza absoluta que vou realizar muitas dessas metas...  força não me falta. Alguém duvida????

Ahhh, eu e a Renata Lujan, minha super irmã de luta criamos um insta para compartilhar nosso dia a dia cheio de emoções e vida...se quiser nos seguir, será muito bem-vinda (o): @pali_ativas

 

 

 
Pôr do sol no Mar Adriático


Pra você nunca esquecer que o sol nasce e se põe todo dia. Sempre é dia de SENTIR a delícia que é viver!!!!

Boas metas pra vocês!!!
Bj
AnaMi   

P.S – Meninas, Renata Lujan, Grazi Lujan e Marina Maior, obrigada por estarem comigo na melhor viagem da minha vida!!!! Inesquecível!!! Amo vocês com cada célula do meu corpo (as que prestam hahaha)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive