Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Vacinas poderiam prevenir 92% dos casos de câncer provocados pelo HPV

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 23/08/2019 - Data de atualização: 23/08/2019


Estima-se que 92% dos cânceres causados pelo HPV poderiam ser prevenidos por meio de vacinas, disseram nesta quinta-feira (22) autoridades do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, acrescentando que impulsar a cobertura de imunização era uma prioridade-chave.

O vírus do papiloma humano (HPV) foi responsável por em média 34.800 casos de câncer por ano entre 2012 e 2016, segundo um novo estudo publicado pelo CDC, o que significa que mais de 32.100 casos poderiam ter sido evitados por ano.

O vírus pode provocar câncer tanto em homens como em mulheres, incluindo os de colo do útero, vulva, vagina, pênis, ânus e orofaringe (a parte posterior da garganta, incluindo a base da língua e as amídalas).

“Um futuro sem cânceres de HPV está ao alcance, mas são necessárias medidas urgentes para melhorar as taxas de cobertura da vacina”, disse Brett Giroir, secretário assistente para a saúde do Departamento de Saúde dos Estados Unidos (HHS).

“O aumento da cobertura de vacinação contra o HPV para 80% foi e continuará sendo uma iniciativa prioritária para o HHS, e continuaremos trabalhando com nossos sócios do governo e do setor privado para que isto seja uma realidade”.

O CDC recomenda que todos os pré-adolescentes recebam a vacina contra o HPV aos 11 ou 12 anos para protegê-los antes de que estejam expostos. Mas os novos dados mostraram pouco progresso no aumento das taxas de vacinação entre os jovens de 13 a 17 anos.

Fonte: Panorama Farmacêutico

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive