Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Vacinas poderiam prevenir 92% dos casos de câncer provocados pelo HPV

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 23/08/2019 - Data de atualização: 23/08/2019


Estima-se que 92% dos cânceres causados pelo HPV poderiam ser prevenidos por meio de vacinas, disseram nesta quinta-feira (22) autoridades do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, acrescentando que impulsar a cobertura de imunização era uma prioridade-chave.

O vírus do papiloma humano (HPV) foi responsável por em média 34.800 casos de câncer por ano entre 2012 e 2016, segundo um novo estudo publicado pelo CDC, o que significa que mais de 32.100 casos poderiam ter sido evitados por ano.

O vírus pode provocar câncer tanto em homens como em mulheres, incluindo os de colo do útero, vulva, vagina, pênis, ânus e orofaringe (a parte posterior da garganta, incluindo a base da língua e as amídalas).

“Um futuro sem cânceres de HPV está ao alcance, mas são necessárias medidas urgentes para melhorar as taxas de cobertura da vacina”, disse Brett Giroir, secretário assistente para a saúde do Departamento de Saúde dos Estados Unidos (HHS).

“O aumento da cobertura de vacinação contra o HPV para 80% foi e continuará sendo uma iniciativa prioritária para o HHS, e continuaremos trabalhando com nossos sócios do governo e do setor privado para que isto seja uma realidade”.

O CDC recomenda que todos os pré-adolescentes recebam a vacina contra o HPV aos 11 ou 12 anos para protegê-los antes de que estejam expostos. Mas os novos dados mostraram pouco progresso no aumento das taxas de vacinação entre os jovens de 13 a 17 anos.

Fonte: Panorama Farmacêutico

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive