Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Vacina contra a gripe em quem tem câncer de mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/06/2020 - Data de atualização: 17/06/2020


A campanha nacional de vacinação contra gripe já está na terceira fase, e a Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que as pessoas em tratamento do câncer de mama devem se vacinar, desde que não exista uma contraindicação médica. Diante do alto número de casos de coronavírus, é muito importante tomar precauções de distanciamento social e manter o uso de máscara ao sair de casa para tomar a vacina.

É importante entender que a vacina contra influenza não tem eficácia para o coronavírus. O Ministério da Saúde antecipou o início da campanha para o dia 23 de março deste ano, focado nos públicos prioritários, inclusive idosos, pois os sintomas da gripe podem se confundir com os da Covid-19.  A vacinação interfere reduzindo a incidência da gripe influenza e, consequentemente, a procura por serviços de saúde durante a pandemia do coronavírus.

O Ministério da Saúde informa que a vacina trivalente é composta por vírus inativados e está liberada para uso em pessoas com câncer. Mesmo quem tomou a vacina em anos anteriores, deve repetir a dose, pois a proteção conferida cai progressivamente ao longo dos meses.

Em abril, começou a segunda etapa da campanha para pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e em tratamento do câncer de mama, ou seja, inclusive para quem está fazendo sessões de quimioterapia ou radioterapia, desde que autorizadas pelo médico.

Os hospitais e clínicas privados estão vacinando contra a gripe em seus espaços e também em domicílio para evitar aglomerações e contaminação nas filas. Em algumas cidades, o sistema público também faz o atendimento domiciliar ou em sistema de drive thru.

O ideal é manter o isolamento social durante a pandemia. Entretanto, caso haja necessidade de sair para se vacinar, a recomendação é reforçar os cuidados com a higiene, manter o uso de máscaras e o distanciamento social. Em caso de sintomas ativos respiratórios e febre, a vacinação não é indicada. Vale ressaltar que as chamadas “vacinas atenuadas” (contra sarampo, rubéola, varicela, febre amarela, herpes zoster, poliomielite, rotavírus e BCG) devem ser evitadas por quem está em tratamento de quimioterapia.

Mesmo tendo tomado a vacina contra a Influenza, a pessoa em tratamento de câncer, que apresente os sintomas de covid-19, como tosse, febre e dificuldade respiratória, devem entrar em contato o quanto antes com o seu médico.

Fonte: O Tempo

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive