Tipos de Câncer

Câncer de Fígado

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Terapia Alvo para Câncer de Fígado

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/10/2015 - Data de atualização: 16/04/2019


As terapias-alvo agem de forma diferente dos quimioterápicos e são menos suscetíveis de afetar as células normais, de modo que os seus efeitos colaterais não são tão intensos como os observados com os quimioterápicos padrões.

Assim como a quimioterapia, as terapias-alvo funcionam de forma sistêmica. Elas entram na corrente sanguínea e atingem todas as áreas do corpo, o que as torna potencialmente eficazes contra metástases.

Sorafenib

O sorafenib é um medicamento que funciona de duas maneiras. Ele bloqueia a formação de novos vasos sanguíneos que alimentam o tumor, assim como seu desenvolvimento. Também tem como alvo algumas proteínas das células cancerígenas que as ajudam a crescer.

O sorafenib é administrado por via oral, 2 vezes ao dia. Os efeitos colaterais mais comuns incluem fadiga, erupção cutânea, perda de apetite, diarreia, pressão alta, dor, inchaço ou bolhas nas palmas das mãos ou plantas dos pés. Outros efeitos colaterais raros, mas importantes podem incluir problemas no fluxo sanguíneo para o coração e perfurações no estômago ou intestinos.

Lenvatinib

O lenvatinibe é uma terapia-alvo que impede que os tumores formem novos vasos sanguíneos que precisam para crescer.

Esse medicamento pode ser usado no tratamento do câncer de fígado que não pode ser tratado com cirurgia ou para a doença disseminada.

O lenvatinibe é administrado por via oral, 1 vez ao dia. Os efeitos colaterais mais comuns incluem fadiga, erupção cutânea, perda de apetite, diarreia, pressão alta, dores articulares ou musculares, perda de peso, dor abdominal ou bolhas nas palmas das mãos ou dorso dos pés. Outros efeitos colaterais raros, porém importantes podem incluir hemorragia e perda de proteína na urina.

Regorafenib

O regorafenib bloqueia várias proteínas que normalmente ajudam as células tumorais a crescer ou a formar novos vasos sanguíneos para alimentar o tumor, o que pode impedir o crescimento de células cancerígenas.

Este medicamento pode ser usado no tratamento do câncer de fígado quando o sorafenibe parar de responder. É administrado por via oral, 1 vez por dia, durante 3 semanas, seguido de uma semana de folga.

Os efeitos colaterais comuns podem incluir fadiga, perda de apetite, síndrome mão-pé pressão alta, febre, infecções, perda de peso, diarreia e dor abdominal.

Outros efeitos colaterais raros, mas importantes podem incluir lesões hepáticas graves, hemorragias graves, problemas no fluxo sanguíneo para o coração e perfurações no estômago ou intestinos.

Cabozantinib

O cabozantinib bloqueia várias proteínas, incluindo algumas que ajudam a formar novos vasos sanguíneos.

Ele pode ser usado no tratamento do câncer de fígado se o sorafenibe já tiver sido testado. É administrado por via oral, 1 vez por dia.

Os efeitos colaterais comuns incluem diarreia, fadiga, náuseas e vômitos, falta de apetite e perda de peso, pressão alta, síndrome mão-pé e constipação. Outros efeitos colaterais raros, porém importantes podem incluir hemorragias graves, coágulos sanguíneos, pressão alta, diarreia severa e perfuração intestinal.

Para saber se o medicamento que você está usando está aprovado pela ANVISA acesse nosso conteúdo sobre Medicamentos ANVISA.

Para saber mais sobre alguns dos efeitos colaterais listados aqui e como gerenciá-los, consulte nosso conteúdo Efeitos Colaterais do Tratamento.

Fonte: American Cancer Society (15/01/2019)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive