Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Técnica evita queda de cabelo de pacientes com câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/06/2018 - Data de atualização: 15/06/2018


A apresentadora Ana Furtado, que enfrenta um câncer de mama em estágio inicial, anunciou em suas redes sociais que está fazendo crioterapia. O tratamento, ainda pouco conhecido, diminui as chances do cabelo cair durante a quimioterapia. O processo consiste em usar uma touca gelada, que resfria o couro cabelo em até -20ºC e contrai os vasos sanguíneos, impedindo que as substâncias da quimioterapia atinjam os bulbos capilares.

O procedimento é novo, só foi aprovado nos Estados Unidos em 2016 e chegou ao Brasil no ano seguinte. Por aqui. a técnica não tem cobertura pelos planos de saúde e cada sessão custa em torno de R$300.

Embora o tratamento seja eficaz, ele não garante 100% a queda dos fios. Isso depende da medicação e da resposta de cada paciente. Os oncologistas recomendam que durante o tratamento os pacientes não lavem os cabelos todos os dias e use apenas com shampoo infantil. Processos químicos também devem ser suspensos nesse período.

O indicado é utilizar a touca em todas as sessões de quimioterapia. Ela deve ser colocada cerca de 30 minutos antes, permanecer durante a quimio e ser retirada somente cerca de 90 minutos após a sessão terminar.

A crioterapia pode ser aplicada em pacientes diagnosticados com a maioria dos tipos de câncer, com exceção dos casos de pacientes com câncer hematológico, como a leucemia e o linfoma. A técnica não possui efeitos colaterais graves e costuma ser bem tolerada pela maioria dos pacientes em tratamento. O que pode ocorrer são sintomas como sensação de frio, dores de cabeça e tontura.

Pesquisas realizadas em vários países da Europa, onde a técnicas já é utilizada há mais tempo, mostram que a redução da taxa de alopecia variou de 49% até 100% em mais de 2 mil pacientes avaliadas.

Fonte: Catraca Livre

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive