Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

SUS oferecerá novos tratamentos para Câncer Renal

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/01/2019 - Data de atualização: 17/01/2019


O que houve?

Foi publicada no diário Oficial da União de 28 de dezembro de 2018, a Portaria n° 91/18 que tornou pública a decisão de incorporar o cloridrato de pazopanibe e malato de sunitinibe para carcinoma renal de células claras metastático, mediante negociação de preço e conforme o modelo da Assistência Oncológica no SUS, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.  

E agora?

O prazo máximo para que seja efetivada a oferta pelo SUS é de cento e oitenta dias. O relatório de recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) encontra-se disponível no site da Comissão. A Portaria n° 91/18 entrou em vigor na data de sua publicação.

Relembre a participação do Oncoguia nesse processo

Em setembro de 2018, o Ministério da Saúde publicou a Consulta Pública nº 47/18 para coletar contribuições da sociedade relativa à proposta de incorporação do cloridrato de pazopanibe e malato de sunitinibe para carcinoma de células renais metastático, apresentada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica.

Na ocasião, o Oncoguia contestou a validade da Consulta Pública n° 47/18, por não seguir alguns critérios legais, e o Ministério da Saúde determinou sua anulação, lançando logo em seguida, com as devidas adequações, a Consulta Pública n° 54/18. A recomendação preliminar do Ministério da Saúde era pela não incorporação dos tratamentos ao SUS.

O Oncoguia enviou suas contribuições à Consulta Pública, ratificando o posicionamento da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, favorável a incorporação desses tratamentos no SUS.

Após analisar as contribuições da sociedade à Consulta Pública, o Ministério da Saúde mudou seu entendimento inicial e decidiu pela incorporação das tecnologias.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive