Tipos de Câncer

Câncer de Pele Basocelular e Espinocelular


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sobre o Câncer de Pele Basocelular e Espinocelular

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/09/2015 - Data de atualização: 26/03/2019


Os principais tipos de câncer de pele são:

  • Carcinoma basocelular

Esse é o tipo mais comum de câncer de pele, representando 80% dos casos. Quando visualizadas sob um microscópio, as células desses cânceres se parecem com as células da camada mais profunda da epiderme, conhecidas como células basais.

Esse tipo de câncer geralmente se desenvolve em áreas expostas ao sol, especialmente na região da cabeça e pescoço. O carcinoma basocelular tem crescimento lento e raramente se espalha para outras partes do corpo. Entretanto, se não for tratado, pode disseminar-se para outros tecidos e órgãos.

Se não for removido completamente, o carcinoma basocelular pode recidivar. Pacientes que tiveram câncer de pele basocelular também são mais propensos a ter novamente a doença em outras regiões do corpo.

  • Carcinoma espinocelular

Cerca de 20% dos cânceres de pele são carcinomas espinocelulares. Eles têm origem na camada mais superficial da epiderme.

Geralmente aparece em áreas do corpo expostas ao sol, como rosto, orelhas, lábios, pescoço e no dorso da mão. Pode também surgir em cicatrizes ou feridas crônicas da pele em qualquer parte do corpo. Às vezes pode se iniciar em queratoses actínicas. Com menos frequência, podem se formar na pele dos genitais.

Os carcinomas espinocelulares são mais propensos a crescerem nas camadas mais profundas da pele e a se disseminarem para outros órgãos comparando aos cânceres basocelulares, embora isso ainda seja raro.

Queratoacantoma. São tumores, em forma de cúpula, diagnosticados na pele exposta ao sol. Eles têm uma fase de crescimento rápido, um período estacionário e um período de involução espontânea. Muitos queratoacantomas regridem ou mesmo desaparecem espontaneamente ao longo do tempo sem qualquer tratamento. Mas alguns continuam crescendo, podendo até se espalhar para outros órgãos. Como muitas vezes é difícil de prever seu crescimento, são tratados como câncer de pele espinocelular.

O melanoma tem origem nos melanócitos, células produtoras de melanina, que dá cor à pele. Os melanócitos também podem formar as pintas, que são tumores benignos. O melanoma é menos comum do que o câncer de pele de células basais e espinocelular, mas é mais propenso a se disseminar se não for tratado.

Tipos de cânceres de pele menos comuns

Outros tipos de câncer de pele não melanoma incluem:

Juntos, esses tipos representam menos de 1% de todos os cânceres de pele.

Fonte: American Cancer Society (10/05/2016)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive