Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sinais e Sintomas do Câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/08/2015 - Data de atualização: 27/11/2020


Os sinais e sintomas podem ser a indicação de uma lesão ou doença ou de que algo não está bem no organismo.

Um sinal é uma manifestação que pode ser vista por outra pessoa, por exemplo, um parente, médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde. Febre, respiração acelerada e ruído pulmonar anormal na ausculta podem ser sinais de pneumonia.

Um sintoma é uma queixa apresentada pelo paciente em relação ao que está sentindo  mas não pode ser facilmente visto por outras pessoas. Por exemplo, fraqueza, dor e sensação de falta de ar podem ser também sintomas de pneumonia.

Ter um sinal ou sintoma pode não ser suficiente para diagnosticar sua causa. Por exemplo, uma erupção em uma criança pode ser um sinal de uma série de doenças, como sarampo, infecção na pele ou uma alergia alimentar. Mas, se a criança tiver uma erupção junto com outros sintomas como febre alta, calafrios, e dor de garganta, o médico pode solicitar exames para identificar a causa. Às vezes, os sinais e sintomas de um paciente não fornecem pistas suficientes para que o médico possa ter certeza do que está provocando a doença. Podem ser necessários exames complementares como os de imagem, exames de sangue ou ainda uma biópsia.

Como o câncer causa sinais e sintomas?

Câncer é um grupo de doenças que podem provocar vários sinais e sintomas. Esses sinais e sintomas dependem da localização do tumor, extensão e o quanto está afetando os órgãos ou tecidos. Se a doença está disseminada, os sinais ou sintomas podem aparecer em diferentes partes do corpo.

Quando um tumor cresce, ele pode comprimir órgãos vizinhos, vasos sanguíneos e nervos. Essa compressão provoca alguns dos sinais e sintomas do câncer. Se o tumor está localizado numa área importante, como determinadas regiões do cérebro, mesmo um tumor pequeno pode provocar sintomas importantes.

Mas, às vezes o tumor se origina num local onde não provocará quaisquer sinais ou sintomas até que tenha se desenvolvido bastante. O câncer de pâncreas, por exemplo, geralmente não causa sintomas até que o tumor cresce o suficiente para atingir os nervos ou órgãos adjacentes, o que provoca dor lombar ou dor abdominal. Outros tipos de câncer podem se iniciar em torno do ducto biliar e bloquear o fluxo de bile, causando icterícia. Quando um câncer no pâncreas provoca sinais ou sintomas como estes, geralmente se encontra em estágio avançado. Isso significa que o tumor se disseminou para outros órgãos.

O câncer também pode provocar sinais e sintomas como febre, fadiga ou perda de peso. Isso pode ser devido a que as células cancerígenas utilizam a energia do organismo ou ainda, pode liberar substâncias que alteram a forma como o corpo produz energia a partir dos alimentos. Ou o tumor pode fazer com que o sistema imunológico reaja de modo a produzir esses sinais e sintomas.

Às vezes, as células cancerígenas liberam substâncias na corrente sanguínea que causam sintomas que geralmente não estão ligados ao câncer. Por exemplo, alguns tipos de câncer de pâncreas podem liberar substâncias que provocam a formação de coágulos de sangue nas veias das pernas. Alguns tipos de câncer de pulmão produzem substâncias similares a hormônios que aumentam os níveis de cálcio no sangue. Isso afeta o organismo fazendo que a pessoa sinta dor óssea, fraqueza muscular, fadiga e confusão mental.

Qual a importância dos sinais e sintomas?

O tratamento responde melhor quando o câncer é diagnosticado precocemente, enquanto ainda se encontra em fase inicial, tendo menos probabilidade de se espalhar para outras partes do corpo. Isso muitas vezes significa uma melhor chance de cura, especialmente se o tumor puder ser tratado cirurgicamente.

Um bom exemplo da importância da detecção precoce do câncer é o melanoma. Pode ser fácil de ser removido se não cresceu nas camadas mais profundas da pele. Nesse estágio, a sobrevida em 5 anos é de cerca de 98%. Se o melanoma já se disseminou, a taxa de sobrevida em 5 anos cai para 16%.

Às vezes as pessoas ignoram os sintomas. Talvez por não saberem que esses sintomas podem significar que algo está errado. Ou podem estar com medo de se tratar de uma doença séria como o câncer e preferem não procurar ajuda médica.

Alguns sintomas, como cansaço ou tosse, são mais provavelmente causados por outras patologias clínicas. Os sintomas podem parecer sem importância, especialmente se existe uma causa óbvia ou o sintoma melhora. Da mesma forma, uma pessoa pode argumentar que um sinal como um nódulo na mama, provavelmente é um cisto que vai desaparecer por si só. Entretanto, nenhum sinal e sintoma deve ser ignorado ou esquecido, especialmente se ele perdura por muito tempo ou está piorando.

Provavelmente, todos os sintomas que você possa ter não serão causados por um câncer, mas é importante consultar um médico para diagnosticar a causa e, se necessário, iniciar o tratamento.

Às vezes, é possível encontrar o câncer antes que você apresente qualquer sintoma. É recomendado que as pessoas, mesmo que não tenham sintomas, façam exames preventivos regularmente, isso ajuda a diagnosticar determinados tipos de câncer precocemente.

Sinais e sintomas mais comuns do câncer

É importante conhecer alguns dos sinais e sintomas mais comuns do câncer. Mas lembre-se, ter um desses sintomas não significa que você tem câncer, pois muitas outras alterações e doenças também podem causar esses sinais e sintomas. Entretanto, se você tiver algum destes sintomas, por um longo período de tempo ou se piorarem, consulte um médico para descobrir a causa.

  • Perda de peso inexplicada. A maioria das pessoas com câncer perderá peso em algum momento. Uma perda de peso inexplicada de 5 quilos ou mais pode ser o primeiro sinal de câncer. Isso acontece na maioria das vezes com o câncer de pâncreas, estômago, esôfago ou de pulmão.
  • Febre. A febre é muito frequente em pacientes com câncer, mas isso geralmente acontece com a disseminação da doença. Quase todos os pacientes com câncer terão febre em algum momento, principalmente se a doença ou o tratamento afeta o sistema imunológico. Com menos frequência, a febre pode ser um sinal precoce de um câncer, como leucemia ou linfoma.
  • Fadiga. A fadiga é um cansaço extremo que não melhora com o repouso. Ela pode ser um sintoma importante quando o câncer está se desenvolvendo, como na leucemia. Alguns tipos de câncer de cólon ou de estômago podem provocar perda de sangue sem razão aparente, o que é outra forma do câncer provocar fadiga.
  • Dor. A dor pode ser um sintoma precoce de alguns tipos de câncer, como no caso de tumores ósseos ou no câncer de testículo. Dor de cabeça persistente, que não passa ou não melhora com tratamento pode ser um sintoma de um tumor cerebral. Dor nas costas pode ser um sintoma de câncer de cólon, reto ou de ovário. Na maioria das vezes, a dor devido ao câncer significa que a doença já se disseminou.
  • Alterações na pele. O câncer de pele e alguns outros tipos de câncer podem causar alterações na pele, como hiperpigmentação, icterícia, eritema ou prurido.

Sinais e sintomas de alguns tipos de câncer

Além dos sintomas mais frequentes, também se deve prestar atenção para alguns outros sinais e sintomas que possam sugerir um câncer. Podem existir outras causas para cada um desses sintomas, portanto, é importante consultar um médico para que seja feito o diagnóstico.

  • Mudança no hábito intestinal ou da função da bexiga. Constipação crônica, diarreia ou alteração na textura, forma e cor das fezes pode ser um sinal de câncer de cólon. Dor ao urinar, sangue na urina ou uma alteração na função da bexiga, por exemplo, necessidade de urinar com maior ou menor frequência do que o habitual, pode estar relacionada ao câncer de  bexiga ou de próstata. Converse com seu médico sobre qualquer alteração na bexiga ou na função intestinal.
  • Ferida que não cicatriza. Os cânceres de pele podem sangrar e são similares a feridas que não cicatrizam. Uma ferida de longa data na boca pode ser um câncer de boca. Isso deve ser tratado imediatamente, especialmente em pessoas que fumam, mastigam tabaco ou que ingerem álcool com frequência. Feridas no pênis ou na vagina podem ser sinais de infecção ou de um câncer em estágio inicial e devem ser examinadas por um médico.
  • Manchas brancas na boca ou língua. Manchas brancas dentro da boca e na língua pode ser leucoplasia. A leucoplasia é uma área pré-cancerígena causada por irritação frequente, muitas vezes causada pelo tabaco e álcool. As pessoas que fumam cachimbos ou mastigam tabaco têm alto risco para leucoplasia. Se não for tratada, a leucoplasia pode se tornar um câncer de boca. Quaisquer alterações na boca que sejam de longa data devem ser imediatamente examinadas por um médico ou dentista.
  • Hemorragia. Hemorragia pode acontecer no câncer inicial ou avançado. Tosse com sangue no escarro pode ser um sinal de câncer de pulmão. Sangue nas fezes pode ser um sinal de câncer de cólon ou de reto. O câncer de colo do útero ou de endométrio pode provocar sangramento vaginal importante. Sangue na urina pode ser um sinal de câncer de bexiga ou de rim. Uma secreção sanguinolenta do mamilo pode ser um sinal de câncer de mama.
  • Espessamento ou nódulo na mama ou em outras partes do corpo. Muitos tipos de câncer podem ser sentidos através da pele. Esses cânceres ocorrem principalmente na mama, testículos, linfonodos e tecidos de partes moles. Um nódulo ou espessamento pode ser um sinal precoce ou tardio do câncer e deve ser relatado ao médico, especialmente se o paciente acabou de encontrar ou perceber que aumentou de tamanho. Alguns cânceres de mama aparecem como pele avermelhada ou grossa.
  • Indigestão ou dificuldade na deglutição. Problemas de indigestão ou deglutição que persistem podem ser sinais de câncer do esôfago, estômago ou faringe. Mas, como a maioria dos sintomas apresentados aqui, eles são mais frequentemente provocados por outras patologias.
  • Mudanças  numa pinta ou qualquer lesão na pele. Qualquer verruga, mancha ou sarda que altere sua cor, tamanho ou forma, ou que muda suas bordas deve ser imediatamente examinada por um médico. O aparecimento de uma lesão na pele pode ser um melanoma que, quando diagnosticado no início, pode ser tratado com sucesso.
  • Tosse persistente ou rouquidão. Tosse persistente pode ser um sinal de câncer de pulmão. Rouquidão pode ser um sinal de câncer de laringe ou câncer de tireoide.

Outros sintomas

Os sinais e sintomas relacionados acima são os mais frequentemente observados em doenças como o câncer, mas existem muitos outros. Se notar quaisquer alterações importantes no funcionamento do seu organismo ou se sentir algo diferente, consulte imediatamente um médico para que a causa seja diagnosticada e, se necessário, iniciado o tratamento.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 11/08/2014, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive