Tipos de Câncer

Neuroblastoma

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Sinais e sintomas do neuroblastoma

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/10/2013 - Data de atualização: 26/10/2021


O neuroblastoma pode começar em diferentes partes do corpo. Às vezes, as células do neuroblastoma também podem liberar hormônios, que podem afetar outras partes do corpo. Por essa razão, o neuroblastoma pode provocar diferentes sinais e sintomas, que podem incluir:

  • Protuberância ou inchaço no abdômen.
  • Inchaço nas pernas ou na parte superior do tórax, pescoço e rosto.
  • Problemas para respirar ou engolir.
  • Perda de peso.
  • Perda de apetite ou sensação de saciedade.
  • Problemas intestinais ou urinários.
  • Dor óssea.
  • Protuberâncias sob a pele, que podem ser azuladas.
  • Pálpebras caídas e pupila pequena.
  • Problemas para sentir ou mover partes do corpo.
  • Olhos que parecem protuberantes e/ou hematomas ao redor dos olhos.

Os sinais e sintomas do neuroblastoma podem variar amplamente, dependendo do tamanho e localização do tumor, disseminação para outras partes do corpo e se as células tumorais secretam (ou não) hormônios.

Muitos desses sinais e sintomas são mais susceptíveis de serem provocados por outras patologias. Ainda assim, se o seu filho apresentar algum desses sintomas, consulte o seu médico para que a causa possa ser diagnosticada e, se necessário, iniciado o tratamento.

Sinais ou sintomas causados pelo tumor

  • Tumores no abdômen ou pelve. Um dos sinais mais frequentes de um neuroblastoma é um nódulo ou massa no abdômen da criança provocando inchaço. A criança pode não querer comer, o que pode levar a perda de peso. Se a criança for mais velha, ela pode dizer que se sente satisfeita ou tem dores de barriga. Mas o nódulo geralmente não é doloroso à palpação. Às vezes, o inchaço no abdômen pode afetar partes do corpo que não contêm a doença, especialmente as pernas e, em meninos, os testículos. Isso acontece quando o tumor pressiona ou invade e obstrui os vasos sanguíneos e linfáticos, impedindo o retorno do sangue para o coração. Em alguns casos, a pressão de um tumor em crescimento pode afetar a bexiga da criança ou o intestino, podendo causar problemas urinários, diarreia ou constipação.
  • Tumores no tórax ou pescoço. Os tumores no pescoço podem ser vistos ou sentidos como um nódulo duro e indolor. Se o tumor está localizado no tórax, poderá pressionar a veia cava superior. Isso pode provocar inchaço na face, pescoço, braços e parte superior do tórax. Também pode provocar dores de cabeça, tontura e alteração de consciência. O tumor também pode pressionar a garganta ou a traqueia, o que pode causar tosse e dificuldade para respirar ou engolir. Os neuroblastomas que pressionam determinados nervos do tórax ou pescoço podem, às vezes, causar outros sintomas, como queda da pálpebra e dilatação da pupila. A pressão em outros nervos próximos da coluna vertebral pode afetar a sensibilidade da criança ou de mover os braços ou pernas.

Sinais ou sintomas causados pela disseminação do tumor

Muitos neuroblastomas já se disseminaram para os linfonodos ou outros órgãos quando são diagnosticados.

  • Disseminação para os linfonodos. A disseminação da doença para os linfonodos pode causar inchaço. Esses linfonodos são sentidos como nódulos sob a pele, especialmente no pescoço, acima da clavícula, na axila ou na virilha. Os linfonodos aumentados em crianças são muito mais propensos a      ser um sinal de infecção do que câncer, mas eles devem ser examinados por um médico.
  • Disseminação para os ossos. O neuroblastoma frequentemente se dissemina para os ossos. Uma criança maior pode se queixar de dor nos ossos. A dor pode ser tão intensa a ponto de a criança mancar ou se recusar a andar. Se a dor se dissemina para a espinha dorsal, os tumores podem pressionar a medula e provocar fraqueza, dormência ou paralisia nos braços ou pernas. A disseminação para os ossos orbiculares é comum e pode levar a hematomas ao redor dos olhos ou projetar o globo ocular para fora. O câncer pode também se disseminar para outros ossos do crânio, provocando inchaço sob o couro cabeludo.
  • Disseminação para a medula óssea. Se o tumor se disseminar para a medula, a criança pode não produzir quantidades suficientes de células vermelhas, glóbulos brancos e plaquetas. Essa escassez de células sanguíneas pode resultar em cansaço, irritabilidade, fraqueza, infecções frequentes e excesso de hematomas ou sangramento de pequenos cortes ou arranhões.
  • Problemas de sangramento. Raramente, tumores grandes começam a se decompor, levando à perda dos fatores de coagulação no sangue. Isso pode resultar em um alto risco de hemorragia, conhecido como coagulopatia.
  • Neuroblastoma generalizada (estágio 4S). Uma forma especial de neuroblastoma generalizada, denominada estágio 4S, ocorre apenas durante os primeiros meses de vida. Nessa forma, o neuroblastoma se disseminou para o fígado, pele e medula. Protuberâncias azuis ou roxas podem ser um sinal de disseminação à pele. O fígado pode crescer e pode ser apalpado como uma massa no lado direito do      abdômen. Apesar do fato da doença já estar disseminada quando diagnosticada, o neuroblastoma estágio 4S é tratável, e muitas vezes diminui ou desaparece por conta própria. Quase todas as crianças com essa forma de neuroblastoma podem ser curadas.

Sinais ou sintomas causados pelos hormônios liberados pelo tumor

O neuroblastoma é um dos poucos tumores em crianças que liberam hormônios, que podem provocar problemas em outros tecidos e órgãos, embora a doença não tenha se disseminado para esses locais. Esses problemas são denominados síndromes paraneoplásicas.

Os sintomas das síndromes paraneoplásicas podem incluir:

  • Diarreia constante.
  • Febre.
  • Hipertensão arterial.
  • Batimento cardíaco rápido.
  • Vermelhidão da pele.
  • Sudorese.

Um sintoma raro é a síndrome opsoclonus-mioclonus-ataxia ou síndrome de Kinsbourne. Nessa situação, a criança tem movimentos oculares irregulares rápidos, espasmos musculares, e parece descoordenada quando se encontra em pé ou caminhando. Também pode ter problemas na fala. As crianças com essa síndrome tendem a ter um prognóstico melhor no que diz respeito ao neuroblastoma em si, embora algumas crianças possam ter problemas no sistema nervoso a longo prazo, mesmo após o tratamento do neuroblastoma.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 28/04/2021, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive