Tipos de Câncer

Câncer de Ovário

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Risco de um segundo câncer após o Câncer de Ovário

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/07/2017 - Data de atualização: 20/03/2019


As mulheres que tiveram câncer de ovário podem ser acometidos por uma série de problemas de saúde, mas muitas vezes a sua maior preocupação é enfrentar o câncer novamente. Se o câncer volta após o tratamento é chamado recidiva. Mas algumas mulheres que tiveram a doença podem desenvolver um novo câncer.  Isso é chamado de "segundo câncer primário".

Infelizmente, ter sido tratada contra o câncer de ovário não significa que você não pode ter um novo câncer. Na verdade, as mulheres que tiveram câncer de ovário podem ter os mesmos tipos de câncer que outras mulheres.

As mulheres que tiveram câncer de ovário podem ter qualquer tipo de segundo câncer, mas têm um risco aumentado para:

  • Câncer cólon
  • Câncer de reto.
  • Câncer de intestino delgado.
  • Câncer de pelve renal
  • Câncer de mama.
  • Câncer de bexiga.
  • Câncer de via biliar.
  • Melanoma ocular.
  • Leucemia mieloide aguda.

As mulheres tratadas com radioterapia também têm um risco aumentado para sarcoma de partes moles e, possivelmente, câncer de pâncreas.

O aumento do risco de leucemia está relacionado ao tratamento quimioterápico. Os principais medicamentos associados ao risco de leucemia são os agentes com platina (como cisplatina e carboplatina) e aos agentes alquilantes (como a ciclofosfamida e a ifosfamida). Esse risco aumenta à medida que a dose total desses medicamentos aumenta, mas o risco global é baixo.

Os fatores genéticos que podem causar o câncer de ovário também podem aumentar o risco de câncer de mama e de câncer colorretal. Por exemplo, mulheres com mutações nos genes BRCA têm um risco aumentado para câncer de ovário e câncer de mama, bem como para outros tipos de câncer. As mulheres com a síndrome de Lynch, também conhecida como câncer colorretal hereditário sem polipose, têm um risco aumentado de câncer de cólon, câncer de reto, câncer de intestino delgado e câncer de pelve renal, bem como câncer de ovário e outros tipos.

Outros fatores de risco para câncer de ovário e câncer de mama que se sobrepõem também ajudam a explicar alguns dos maiores riscos do câncer de mama em pacientes que tiveram câncer de ovário.

Estudos mostraram que o risco de desenvolver tumores sólidos é maior durante os períodos de acompanhamento após o câncer de ovário.

Para saber mais, consulte nosso conteúdo sobre Risco de desenvolver um segundo câncer.

Fonte: American Cancer Society (11/04/2018)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive