Tipo de Tratamento

Radioterapia

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Radioterapia com Feixes de Prótons

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/04/2014 - Data de atualização: 24/04/2014


A radioterapia com feixe de prótons utiliza um feixe de prótons em vez de raios X para destruir as células cancerígenas. Ao contrário dos raios X, que liberam energia antes e depois de atingirem seu alvo, os prótons causam poucos danos aos tecidos que atravessam, liberando sua energia após uma determinada profundidade no tecido, ou seja, no volume alvo.

Os médicos podem usar essa propriedade para liberar mais dose de radiação ao tumor com menos danos para os tecidos adjacentes normais. Entretanto, a maioria dos médicos ainda considera seu uso experimental.

A radioterapia com feixe de prótons oferece benefícios no sentido de permitir um melhor confinamento da dose de radiação, com menos lesão das estruturas normais ao redor do tumor. É ainda um tratamento de alto custo, e estudos estão em andamento para analisar se as vantagens teóricas irão se traduzir em menor incidência de efeitos colaterais clinicamente importantes, e possivelmente melhor controle do tumor.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive