top

Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Preparação

  • Equipe Oncoguia
  • - Data da última atualização: 06/03/2012


Quando o diagnóstico de câncer é confirmado, o médico deverá conscientizar o paciente em relação aos próximos passos a serem seguidos. Provavelmente ele dê mais importância ao tratamento contra o câncer; mas não se pode esquecer que o plano geral de cuidados deve incluir os sintomas físicos, o bem-estar psicológico e situações familiares, profissionais e sociais.

O tratamento eficaz do câncer deve visar não somente o tumor primário, mas também os tumores que podem ter se espalhado para outras partes do corpo, isto é, quando houve metástases. Por isso, a cirurgia e a radioterapia de áreas específicas do corpo são frequentemente combinadas com a quimioterapia, que afeta todo o organismo. Mesmo quando a cura é impossível, os sintomas podem ser aliviados com a terapia paliativa, trazendo sobrevida e melhor qualidade de vida ao indivíduo.

Existem três tipos considerados básicos para o tratamento contra o câncer. São eles: cirurgia, radioterapia e quimioterapia. A cirurgia costuma ser o tratamento mais efetivo para a cura do câncer, mas diferentes tipos de câncer são tratados de maneiras distintas. Tanto a radioterapia quanto a quimioterapia são capazes de destruir os tumores malignos, sem abalar os tecidos vizinhos normais. Mas, infelizmente, alguns tipos de câncer não respondem muito bem ao tratamento de radioterapia ou às drogas empregadas na quimioterapia. Quimioterapia e radioterapia são também tratamentos para o câncer indicados quando a remoção cirúrgica é difícil ou impossível.

Se um câncer pode ser tratado cirurgicamente, a cirurgia costuma ser a melhor opção. Contudo, a radioterapia pode ser tanto ou até mais efetiva para alguns tipos de câncer. Nestes casos, a radioterapia pode ser a melhor opção porque não afeta funções importantes, como a habilidade de falar ou engolir ou somente porque é mais simples.

Para muitos pacientes, a melhor possibilidade de cura é, atualmente, obtida com a combinação de tratamentos. Sempre que possível o objetivo do tratamento é erradicar completamente o câncer e, hoje, esta é uma perspectiva realista para mais e mais pessoas. Isso se deve ao fato de o câncer ser diagnosticado cedo, e também pela melhora na qualidade dos tratamentos. Se o câncer não se espalhou do local de origem, geralmente a cura é alcançada.

Entretanto, alguns cânceres obviamente já estão muito disseminados quando descobertos, e outros que pareciam localizados, já se espalharam para formar metástases. Em geral, a perspectiva para pacientes com esses tipos de câncer é menos favorável, mas, mesmo assim, a cura é atualmente possível. Ela inclui pacientes cujo câncer responde muito bem à quimioterapia e também aqueles que têm dispersões de outros cânceres que frequentemente são sensíveis ao tratamento com drogas.

Os tratamentos que têm a cura como propósito, são chamados de tratamentos "radicais”. Os tratamentos direcionados para aliviar os sintomas ou prolongar a vida são chamados de paliativos. Tratamentos anticâncer podem proporcionar um excelente alívio.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2014 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive