top

Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Plaquetopenia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data da última atualização: 24/03/2013


O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.

A plaquetopenia ou trombocitopenia é um nível excepcionalmente baixo de plaquetas no sangue. As plaquetas, também chamadas trombócitos são células sanguíneas que bloqueiam a hemorragia obstruindo os vasos sanguíneos danificados e que ajudam na coagulação do sangue. Pessoas com baixos níveis de plaquetas sangram e apresentam manchas rochas com facilidade.

Causas

As plaquetas e os glóbulos vermelhos e brancos são produzidos na medula óssea, tecido esponjoso encontrado no interior dos ossos grandes. Alguns tipos de quimioterapia podem danificar a medula de forma que ela deixe de produzir a quantidade necessária de plaquetas. A trombocitopenia causada pela quimioterapia é geralmente temporária. Outros medicamentos também podem reduzir o número de plaquetas, além disso, o corpo de uma pessoa pode produzir anticorpos contra as plaquetas, reduzindo o número de plaquetas. A radioterapia sozinha não causa trombocitopenia, a menos que seja dada uma alta dose de radiação na região pélvica, e o paciente esteja recebendo quimioterapia, ao mesmo tempo, ou se o câncer disseminou para os ossos.

A trombocitopenia, também, pode ocorrer quando as células de câncer, como leucemia ou linfoma, diminuem o número de células normais da medula. Apesar de raro, a trombocitopenia pode ocorrer quando outros tipos de câncer, como próstata ou mama, disseminam-se para a medula. E, embora menos frequente o câncer do baço também pode causar trombocitopenia.

Sinais e Sintomas

Pessoas com trombocitopenia podem:

  • Apresentar sangramentos de forma inesperada.
  • Apresentar manchas vermelhas ou roxas sob a pele.
  • Ter sangramento pelo nariz ou gengivas.
  • Sentir-se mais pesado que o habitual no período menstrual.
  • Evacuar com sangue.
  • Vomitar sangue.
  • Ter dor de cabeça.
  • Sentir vertigem.
  • Ter dor nas articulações ou músculos.
  • Sentir fraqueza.

Na maioria das vezes, esses sintomas só ocorrem quando o nível de plaquetas está muito baixo. Muitos pacientes não sabem que têm trombocitopenia até que seja diagnosticado no exame de sangue. Em caso de apresentar qualquer sintoma da trombocitopenia avise o médico imediatamente.

Diagnóstico e Tratamento

A trombocitopenia é diagnosticada na contagem de plaquetas de uma amostra de sangue. As pessoas com câncer ou em tratamento de câncer realizam exames de sangue em intervalos regulares, para avaliar a trombocitopenia e outras complicações.

As pessoas que apresentam queda de plaquetas durante o tratamento quimioterápico podem ter necessidade de uma diminuição da dose ou um intervalo maior entre os ciclos de quimioterapia. Devido ao risco de sangramento, a cirurgia é geralmente retardada até que a contagem de plaquetas esteja num nível normal.

Devido ao risco de hemorragia, as pessoas com nível baixo de plaquetas podem receber transfusões de plaquetas. No entanto, as transfusões de plaquetas só duram cerca de três dias, e alguns pacientes podem necessitar transfusões múltiplas. Além disso, pacientes em tratamento quimioterápico podem receber granulokine para prevenir trombocitopenia grave.

Considerações

O médico pode fazer algumas recomendações, se o nível das plaquetas estiver baixo, para evitar problemas:

  • Não beber álcool ou tomar qualquer outro medicamento, alguns medicamentos podem piorar a hemorragia.
  • Usar escova de dente macia e não usar fio dental.
  • Assoar o nariz delicadamente com um lenço macio.
  • Ter cuidado ao manusear tesouras, facas, agulhas ou ferramentas.
  • Fazer a barba com barbeador elétrico.
  • Evitar contato com esportes e atividades que possam causar ferimentos.

Dicas

  • Escove os dentes com uma escova macia sem realizar movimentos muito bruscos que possam provocar alguma lesão nas gengivas, bochechas ou língua.
  • Ao assuar o nariz não sopre com muita força para evitar o rompimento de um vaso e ocasionar um sangramento.
  • Tome muito cuidado ao manipular objetos cortantes com tesouras, facas, assim como objetos com ponta.Ao fazer a barba prefira máquina elétrica ao invés de navalha ou lâminas.
  • Use sapatos ou um tipo de calçado que proteja seus pés.
  • Em caso de sofrer um corte, acidentalmente, não se alarme, pressione o local firmemente por um período de tempo razoável para parar o sangramento, no caso do sangramento persistir procure assistência médica.
  • Não utilize fio dental para a limpeza dos dentes.
  • Não realize atividades físicas ou esportes que possam lhe expor a alguma lesão.
  • Não use roupa apertada.
  • Converse com seu médico antes de tomar qualquer medicamento, suplemento alimentar, vitaminas ou chás, apenas ele poderá orientar sobre o que pode ou não tomar.
  • Lembre que o médico irá solicitar exames de sangue de controle, e no caso das plaquetas estarem baixas é possível que seja indicada uma transfusão de plaquetas ou que se postergue por um tempo o tratamento quimioterápico.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2014 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive