Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Olha que legal: G1 estreia seção só com histórias positivas

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/04/2018 - Data de atualização: 16/04/2018


Dizem que anda difícil ser otimista hoje em dia. Dentre outras razões, porque o noticiário não anda fácil de digerir. De fato, às vezes fica complicado evitar o pessimismo com relação ao Brasil, ao mundo, ao ser humano diante de tanta coisa negativa que lemos, ouvimos e vemos todo dia.

Quantas vezes você teve a sensação de que só tem notícia ruim por aí?

Pois o G1 vai mostrar um outro lado. Mostrar que há muita coisa boa acontecendo no Brasil e em todos os cantos. Descobertas da ciência, avanços da tecnologia, iniciativas que tornam o planeta melhor. Notícias que animam, colocam um sorriso no rosto. Boas ações de pessoas comuns que mudam e salvam vidas. Gente que supera todo tipo de dificuldade. Que cria, inventa, inspira. Gente que mostra que dá, sim, para ter esperança de dias melhores e um mundo que pode ser um lugar bacana onde viver.

Mas onde estão, afinal, essas notícias? A partir de agora, vão estar reunidas na nova seção do G1: Olha que legal. A editoria terá o rigor jornalístico que sempre norteou o portal, boas reportagens, histórias relevantes e importantes, sempre bem apuradas e apresentando todos os lados da notícia. E o leitor vai constatar que, no fim das contas, algumas notícias só têm o lado bom mesmo.

Para começar, reunimos algumas notícias positivas que o G1 publicou nas últimas semanas:

  • Em Araraquara, no interior de São Paulo, um grupo de voluntários colocou uma geladeira comunitária para atender pacientes com câncer que fazem atendimento no Centro Oncológico da cidade e que, muitas vezes, vêm de longe e passam horas e horas no hospital.
  • Pesquisadores da USP em Ribeirão Preto (SP) desenvolveram um tratamento de combate ao câncer de pele que usa uma espécie de pomada e que pode diminuir o tempo que os pacientes ficam no hospital e diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia. O tratamento ainda precisa passar por testes.
  • Também no Brasil, uma vacina contra o câncer de pele foi testada com sucesso em cobaias
  • Quando o assunto é inclusão, também tem notícia positiva: o Brasil tem, atualmente, 488 jovens com autismo na universidade.
  • Em Boa Vista, Roraima, um soldado encontrou nada menos que mil reais que haviam sido esquecidos em um caixa eletrônico e fez o que não muita gente faria: foi atrás da dona do dinheiro e devolveu. "Pensei na falta que faria para mim”, contou ele.
  • No Espírito Santo, em vez de serem destruídas, parte das máquinas caça-níquel apreendidas em cassinos clandestinos no Espírito estão sendo transfomadas em computadores que devem ser usados por crianças carentes em escolas e projetos sociais.
  • Uma marca histórica foi alcançada este mês pelo Projeto Tamar: pesquisadores contabilizaram um total de 35 milhões de tartarugas salvas e devolvidas ao mar no litoral brasileiro ao longo de 38 anos de trabalho.
  • Duas escolas do Rio Grande do Sul estão economizando bastante energia com o uso de placas solares e vão servir de exemplo para outras 72 escolas da região. O projeto foi criado como forma de compensação ambiental por uma empresa investigada por contaminação do solo durante uma obra.
  • Um estudo mostra que o macarrão tem baixo índice glicêmico e pode ser considerado "bom carboidrato" se aliado a uma alimentação balanceada.
  • E, na China, uma história de alegrar o coração. Após uma busca que durou 24 anos, uma família encontrou a filha que havia desaparecido aos 3 anos de idade.

Fonte: G1

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive