top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Ministério da Saúde justifica a falta de Imatinibe no SUS

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 11/08/2016 - Data de atualização: 11/08/2016


O que houve?
 
Em julho de 2016, o Instituto Oncoguia constatou em seus canais de atendimento relatos de pacientes com GIST e LMA sobre a falta do medicamento Imatinibe nas unidades públicas de tratamento oncológico.
 
Entenda Melhor
 
O antineoplásico Imatinibe é um dos seis medicamentos oncológicos adquiridos pelo Ministério da Saúde por compra centralizada e posteriormente distribuído para os Estados.
 
Sendo assim, questionamos ao Ministério da Saúde os seguintes pontos:
 
  • Quais os motivos que originaram a falta do medicamento?
  • Quais as soluções que estão sendo adotadas para a regularização da situação/problema?
  • Qual a previsão (data) para que o problema esteja completamente regularizado?
 
Em resposta, obtida via Lei de Acesso à Informação, o Ministério da Saúde esclareceu que:
 
  • O processo de aquisição do mesilato de imatinibe 100mg e 400mg, iniciou-se em dezembro de 2015, todavia por uma série de trâmites e discussões no âmbito do Ministério da Saúde a finalização do processo aquisitivo se deu somente em 06 de julho de 2016 com a assinatura do contrato administrativo n.º 102/2016, firmado entre o Ministério da Saúde – (MS) e o Instituto Vital Brazil (IVB)para o fornecimento do mesilato de imatinibe 100mg e 400mg.
  • Para tentar solucionar o problema, o Ministério da Saúde adotou a entrega imediata da primeira parcela contratada. No entanto, a Lei nº 8.666/1993 estipula que em caso de entregas imediatas, a contratada tem até 30 dias para efetuar as entregas.
  • No mesmo dia da assinatura do contrato (06/07/2016), foi enviada a pauta de distribuição ao IVB para que iniciasse os procedimentos de logística para distribuição do medicamento a todas as Secretarias Estaduais de Saúde. 
  • Para a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, a primeira entrega no almoxarifado da SES foi realizada em 02/08/2016. Todavia, haverá uma nova entrega em agosto, para a qual já foi solicitada à IVB prioridade e que deve ocorrer ainda na primeira quinzena do mês.
  • O MS ressaltou ainda que a partir do recebimento do medicamento pela SES, ocorrem processos logísticos internos que o Ministério não tem controle.
 
E agora?
 
O Núcleo de Advocacy, em conjunto com o Núcleo de Apoio ao Paciente do Instituto Oncoguia, continuará monitorando casos da falta da medicação e, caso seja constatada falha na logística e distribuição do medicamento, o IO adotará as medidas para viabilizar a célere distribuição do mesilato de imatinibe nas Secretarias Estaduais de Saúde.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive