top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Ministério da Saúde anuncia que seis hospitais federais no Rio que tratam câncer serão reestruturados

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/03/2017 - Data de atualização: 20/03/2017


O Ministério da Saúde anunciou que está redefinindo o perfil assistencial dos seis hospitais federais no Rio - Bonsucesso, Andaraí, Cardoso Fontes, Ipanema, Lagoa e Servidores. Como o EXTRA mostrou na série de reportagens "Um Estado terminal”, os três primeiros foram apontados por uma pesquisa feita pelo Cremerj, entre outubro e novembro do ano passado, como os piores entre as 19 unidades ligadas ao SUS que tratam câncer no estado.

Em nota, o ministério afirma que "todas as seis unidades terão o atendimento oncológico reestruturado, com base nos protocolos do Instituto Nacional de Câncer (Inca)”. As mudanças pretendem melhorar o direcionamento do paciente na rede, "aumentando a integração com o sistema de regulação do município”.

Para o coordenador da pesquisa, o diretor do Cremerj Gil Simões, racionalizar os processos de regulação de vagas para consultas e exames pode ajudar:
- Mas é preciso ter para onde regular. Um exemplo são os exames de cintilografia óssea, que detecta metástase. A regulação estadual informou que há mais de 500 pessoas na fila e se marcam 20 por mês. A fila não vai acabar nunca.

O presidente do Cremerj, Nelson Nahon, ressalta que a demanda por atendimento oncológico aumenta ano a ano, mas os orçamentos públicos não acompanham:

- Surpreende ver que o orçamento do Inca caiu entre 2015 e 2016 de R$ 429 milhões para R$ 390 milhões, de acordo com o site Transparência Brasil.

Segundo Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia, que atua na defesa dos direitos do pacientes desde 2009, lei que determina o início do tratamento em até 60 dias após o diagnóstico não é cumprida em todo o país:

- O paciente não pode ficar em casa com o tratamento parado. É preciso brigar pelos seus direitos.

O Oncoguia oferece orientação pelo 0800 773 1666.


Fonte: Extra

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive