Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Marcadores tumorais específicos

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/08/2013 - Data de atualização: 20/02/2020


Atualmente, vários marcadores tumorais estão em uso ​​para uma ampla variedade de tipos de câncer. A lista abaixo não inclui os marcadores tumorais testados por imunofenotipagem e imuno-histoquímica para ajudar a diagnosticar o câncer e a distinguir entre os diferentes tipos de câncer. Alguns marcadores tumorais listados abaixo são alvos para terapia-alvo de vários tipos de cânceres, mas servem como marcadores tumorais para apenas um subconjunto de neoplasias.

  • Alfa-fetoproteína (AFP)

Tipos de câncer: câncer de fígado e tumores de células germinativas.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico do câncer de fígado e monitorar a resposta ao tratamento; estadiamento, prognóstico e monitorar a resposta ao tratamento de tumores de células germinativas.

  • ALK rearranjos e superexpressão

Tipos de câncer: câncer de pulmão de não pequenas células e linfoma anaplásico de grandes células.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar o tratamento e prognóstico.

  • Amplificação do gene HER2/neu ou superexpressão de proteínas

Tipos de câncer: câncer de mama, câncer de ovário, câncer de bexiga, câncer de pâncreas e câncer de estômago.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com determinadas terapias-alvo é indicado.

  • Ativador do plasminogênio da uroquinase (uPA) e inibidor do ativador do plasminogênio (PAI-1)

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar a agressividade do tumor e orientar o tratamento.

  • Assinatura de 5 proteínas

Tipo de câncer: câncer de ovário.
O que é analisado: sangue.
Uso: avaliar no pré-operatório a massa pélvica suspeita de câncer de ovário.

  • Assinatura de 17 genes

Tipo de câncer: câncer de próstata.
O que é analisado: tumor.
Uso: prever a agressividade do tumor e monitorar o tratamento.

  • Assinatura de 21 genes

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: tumor.
Uso: avaliar o risco de recidiva e planejar o tratamento.

  • Assinatura de 46 genes

Tipo de câncer: câncer de próstata.
O que é analisado: tumor.
Uso: prever a agressividade do tumor e monitorar o tratamento.

  • Assinatura de 70 genes

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: tumor.
Uso: avaliar o risco de recidiva.

  • Beta-2-microglobulina (B2M)

Tipos de câncer: mieloma múltiplo, leucemia linfoide crônica e alguns linfomas.
O que é analisado: sangue, urina ou líquido cefalorraquidiano.
Uso: determinar o prognóstico e monitorar a resposta ao tratamento.

  • Beta-hCG (Gonadotrofina coriônica humana beta)

Tipos de câncer: coriocarcinoma e tumores de células germinativas.
O que é analisado: urina ou sangue.
Uso: estadiamento, prognóstico e monitorar a resposta ao tratamento.

  • BRAF V600

Tipos de câncer: melanoma cutâneo, doença de Erdheim-Chester, câncer colorretal e câncer de pulmão de não pequenas células.
O que é analisado: tumor.
Uso: selecionar pacientes com maior probabilidade de se beneficiar do tratamento com determinadas terapias-alvo.

  • BRCA1 e BRCA2 Mutações nos genes

Tipos de câncer: câncer de ovário e câncer de mama.
O que é analisado: sangue e/ou tumor
Uso: determinar se o tratamento com um tipo específico de terapia-alvo é indicado.

  • BTA (Antígeno tumoral da bexiga)

Tipos de câncer: câncer de bexiga e câncer de rim ou ureter.
O que é analisado: urina.
Uso: vigilância com citologia e cistoscopia de pacientes diagnosticados com câncer de bexiga.

  • Catecolaminas na urina: VMA e HVA

Tipo de câncer: neuroblastoma.
O que é analisado: urina.
Uso: diagnóstico.

  • CEA (Antígeno carcinoembrionário)

Tipos de câncer: câncer colorretal e alguns outros tipos de câncer.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a resposta ao tratamento e verificar se a doença recidivou ou se disseminou.

  • Células tumorais circulantes de origem epitelial

Tipos de câncer: câncer de mama avançado, câncer de próstata e câncer colorretal.
O que é analisado: sangue.
Uso: prognóstico.

  • C-kit/CD117

Tipos de câncer: tumor estromal gastrointestinal, melanoma da mucosa, leucemia mieloide aguda e doença mastocitária.
O que é analisado: tumor, sangue ou medula óssea.
Uso: diagnóstico e determinação do tratamento.

  • CA15-3/CA27.29

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • CA19-9

Tipos de câncer: câncer de pâncreas, vesícula biliar, ducto biliar e gástrico.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a resposta ao tratamento.

  • CA-125

Tipo de câncer: câncer de ovário.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • CA 27.29

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnosticar metástase ou avaliação da recidiva.

  • Calcitonina

Tipo de câncer: câncer medular da tireoide.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • CD20

Tipo de câncer: linfoma não-Hodgkin.
O que é analisado: sangue.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • CD22

Tipos de câncer: leucemia de células pilosas e neoplasias de células B.
O que é analisado: sangue e medula óssea.
Uso: diagnóstico.

  • CD25

Tipo de câncer: linfoma não Hodgkin (célula T).
O que é analisado: sangue.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • CD30

Tipos de câncer: micose fungóide e linfoma de células T periférico.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • CD33

Tipo de câncer: leucemia mieloide aguda.
O que é analisado: sangue.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • CDx (F1CDx)

Tipo de câncer: qualquer tumor sólido
O que é analisado: tumor
Uso: diagnóstico complementar para determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • Cromogranina A (CgA)

Tipo de câncer: tumores neuroendócrinos.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • Cromossomos 3, 7, 17 e 9p21

Tipo de câncer: câncer de bexiga.
O que é analisado: urina.
Uso: monitoramento da recidiva do tumor.

  • DCP (Des-gama-carboxi-protrombina)

Tipo de câncer: carcinoma hepatocelular.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a eficácia do tratamento e diagnóstico da recidiva.

  • Desidrogenase láctica (LDH)

Tipos de câncer: tumores de células germinativas, linfoma, leucemia, melanoma e neuroblastoma.
O que é analisado: sangue.
Uso: estadiamento, prognóstico e monitorar a resposta ao tratamento.

  • DPD Mutação no gene

Tipos de câncer: câncer de mama, câncer colorretal, câncer de estômago e câncer de pâncreas.
O que é analisado: sangue.
Uso: prever o risco de uma reação tóxica ao tratamento com 5-fluorouracil.

  • EGFR

Tipo de câncer: câncer de pulmão de não pequenas células.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar o tratamento e o prognóstico.

  • Enolase específica de neurônios (NSE)

Tipos de câncer: câncer de pulmão de pequenas células e neuroblastoma.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico e monitorar a resposta ao tratamento.

  • Exclusão do cromossomo 17p

Tipo de câncer: leucemia linfocítica crônica.
O que é analisado: sangue.
Uso: determinar se o tratamento com determinada terapia-alvo é indicado.

  • FGFR2 e FGFR3 Mutações nos genes

Tipo de câncer: câncer de bexiga.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • FLT3 Mutações no gene

Tipo de câncer: leucemia mieloide aguda.
O que é analisado: sangue.
Uso: determinar se o tratamento com determinadas terapias-alvo é indicado.

  • Fibrina/Fibrinogênio

Tipo de câncer: câncer de bexiga.
O que é analisado: urina.
Uso: monitorar a progressão e monitorar a resposta ao tratamento.

  • Fragmento de citoqueratina 21-1

Tipo de câncer: câncer de pulmão.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitoramento da recidiva.

  • Fosfatase ácida prostática (PAP)

Tipo de câncer: câncer de próstata avançado.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico de carcinomas pouco diferenciados.

  • Fusão do gene PML/RARα

Tipo de câncer: leucemia promielocítica aguda (LPA).
O que é analisado: sangue e medula óssea.
Uso: diagnosticar a LPA, prever a resposta à terapia com ácido trans-retinóico ou trióxido de arsênico, avaliar a eficácia do tratamento, monitorar a doença residual mínima e prever recidivas precoces.

  • Gastrina

Tipo de câncer: tumor produtor de gastrina (gastrinoma).
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico, monitorar a eficácia do tratamento e avaliação da recidiva.

  • Gene de fusão BCR-ABL (cromossomo Philadelphia)

Tipos de câncer: leucemia mieloide crônica, leucemia linfoide aguda e leucemia mieloide aguda.
O que é analisado: sangue ou medula óssea.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta à terapia-alvo, determinar se o tratamento com um tipo específico de terapia-alvo é indicado e monitorar o status da doença.

  • HE4

Tipo de câncer: câncer de ovário.
O que é analisado: sangue.
Uso: planejamento do tratamento, avaliar a progressão da doença e monitorar a recidiva.

  • Homozigosidade variante UGT1A1* 28

Tipo de câncer: câncer colorretal.
O que é analisado: sangue e esfregaço bucal (bochecha).
Uso: prever a toxicidade do tratamento com irinotecano.

  • IDH1 e IDH2 Mutações nos genes

Tipo de câncer: leucemia mieloide aguda.
O que é analisado: medula óssea e sangue.
Uso: determinar se o tratamento com determinadas terapias-alvo é indicado.

  • Imunoglobulinas

Tipos de câncer: mieloma múltiplo e macroglobulinemia de Waldenstrom.
O que é analisado: sangue e urina.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • Instabilidade de microssatélites (MSI) e/ou incompatibilidade de reparo deficiente (dMMR)

Tipos de câncer: câncer colorretal e outros tumores sólidos.
O que é analisado: tumor.
Uso: orientar o tratamento e identificar síndromes com alto risco de desenvolver câncer.

  • JAK2 Mutação no gene

Tipo de câncer: determinados tipos de leucemia.
O que é analisado: sangue e medula óssea.
Uso: diagnóstico.

  • KRAS  Mutação do gene

Tipos de câncer: câncer colorretal e câncer de pulmão de não pequenas células.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • LDH (Desidrogenase láctica)

Tipos de câncer: tumores de células germinativas, linfoma, leucemia, melanoma e neuroblastoma.
O que é analisado: sangue.
Uso: estadiamento, prognóstico e monitorar a resposta ao tratamento.

  • Peptídeos solúveis relacionados à mesotelina (SMRP)

Tipo de câncer: mesotelioma.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a progressão ou recidiva da doença.

  • PD-L1 (Ligante de morte celular programada 1)

Tipos de câncer: câncer de pulmão de não pequenas células, câncer de fígado, câncer de estômago, câncer de junção gastroesofágica, linfoma de Hodgkin e outros subtipos de linfoma agressivo.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • Proteína da matriz nuclear 22

Tipo de câncer: câncer de bexiga.
O que é analisado: urina.
Uso: monitorar a resposta ao tratamento.

  • PSA (Antígeno prostático específico)

Tipo de câncer: câncer de próstata.
O que é analisado: sangue.
Uso: diagnóstico, monitorar a resposta ao tratamento e avaliação da recidiva.

  • PCA3 mRNA

Tipo de câncer: câncer de próstata.
O que é analisado: urina (coletada após o exame retal digital).
Uso: determinar a necessidade de repetir biópsia após uma biópsia negativa.

  • Receptor de estrogênio (ER)/Receptor de progesterona (PR)

Tipo de câncer: câncer de mama.
O que é analisado: tumor.
Uso: determinar se o tratamento com hormonioterapia e algumas terapias-alvo é indicado.

  • Receptor de somatostatina

Tipo de câncer: tumores neuroendócrinos que afetam o pâncreas ou o trato gastrointestinal.
O que é analisado: tumor (por diagnóstico por imagem).
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • Reorganização do gene ROS1

Tipo de câncer: câncer de pulmão de não pequenas células.
O que é analisado: tumor
Uso: determinar se o tratamento com terapia-alvo é indicado.

  • Reorganização do gene da imunoglobulina de células B

Tipo de câncer: linfoma de células B.
O que é analisado: sangue, medula óssea ou tecido tumoral.
Uso: diagnóstico, avaliar eficácia do tratamento e verificar a avaliação da recidiva.

  • Reorganização do gene do receptor de células T

Tipo de câncer: linfoma de células T.
O que é analisado: medula óssea, tecido, líquido corporal e sangue.
Uso: diagnóstico e, às vezes, diagnosticar e avaliar doenças residuais.

  • Tiroglobulina

Tipo de câncer: câncer de tireoide.
O que é analisado: sangue.
Uso: monitorar a resposta ao tratamento e diagnosticar a recidiva.

  • TPMT (Atividade enzimática da tiopurina S-metiltransferase) ou teste genético da TMPT

Tipo de câncer: leucemia linfoblástica aguda.
O que é analisado: sangue e esfregaço bucal (bochecha).
Uso: prever o risco de toxicidade da medula óssea (mielossupressão) com o tratamento com tiopurina.

5-HIAA

Tipo de câncer: tumores carcinóides.
O que é analisado: urina.
Uso: diagnóstico e monitorar a doença.

Fonte: National Cancer Institute (06/05/2019)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive