Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mamografia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 12/11/2014 - Data de atualização: 12/11/2014


A mamografia, também denominada mamograma ou mamografia digital, é um raios X das mamas. O rastreamento mamográfico é realizado para verificar se existem sinais de doença na mama na ausência de sintomas ou alterações da mama. A mamografia pode detectar câncer em seus estágios iniciais, antes mesmo que um nódulo possa ser sentido à palpação, e quando o tratamento pode ser mais bem sucedido. Nas mamografias de rastreamento geralmente são obtidas imagens de cada mama em dois ângulos diferentes.

A mamografia também é usada para determinar qualquer alteração em relação a exames de rotina ou de rastreamento anteriores. Neste caso, a mamografia é considerada diagnóstica e pode incluir a obtenção de imagens adicionais.

A mamografia pode não demonstrar que uma área anormal é câncer, mas fornece informações sobre se serão necessários outros exames. Os principais tipos de alterações de mama encontrados na mamografia são calcificações, nódulos e massas.

Calcificações são depósitos minerais minúsculos dentro do tecido mamário, que aparecem como pequenas manchas brancas e podem (ou não) ser causados pelo câncer.

Outra alteração importante observadas na mamografia é a presença de massas que podem (ou não) conter calcificações. Essas massas podem ser cistos, tumores sólidos benignos, mas também pode se tratar de lesões neoplásicas. De qualquer forma essa massa deve ser biopsiada para um diagnóstico definitivo.

É muito importante levar os exames anteriores, para que o radiologista possa comparar as imagens obtidas com as anteriores, de modo a confirmar se algum tipo de lesão já existia (ou não) anteriormente.

Obtenção da Imagem


A mamografia utiliza um equipamento projetado apenas para examinar o tecido mamário, que emite radiação em doses mais baixas do que uma radiografia convencional. Como essa radiação não atravessa facilmente o tecido, esse equipamento utiliza um sistema com duas placas para comprimir a mama, de modo que o tecido seja distribuído e se obtenha a imagem usando menos radiação.

A mamografia digital é como uma mamografia convencional, onde os raios X são usados ​​para criar uma imagem da mama. A diferença está na forma de obtenção e armazenamento da imagem. Na mamografia convencional as imagens são impressas em filmes radiográficos. Enquanto que as imagens digitais são gravadas e armazenadas em arquivos no computador. Após o exame, o radiologista analisa as imagens direto na tela do computador, onde pode ajustar o tamanho, brilho ou contraste para visualizar com maior nitidez determinadas áreas. As imagens digitais também podem ser enviadas eletronicamente para o médico.

Mamografias digitais estão cada vez mais disponíveis. No entanto, as mulheres não devem deixar de realizar mamografias convencionais, na indisponibilidade de uma mamografia digital.

Como se preparar para o Exame

O melhor momento para agendar uma mamografia é uma semana após a menstruação, quando as mamas tendem a estar menos sensíveis.

Não é necessário qualquer preparo especial para a realização do exame. No entanto, no dia da mamografia, não se deve usar desodorante, perfume, talco, pomadas nas axilas ou nas mamas, pois podem interferir com a imagem.

Realização do Exame

A mamografia é um exame ambulatorial. Será solicitado que a paciente tire a roupa da cintura para cima e também qualquer objeto metálico, como brincos ou colares. Durante a realização do exame a paciente permanecerá em pé e o equipamento se adaptará a sua altura. O técnico de radiologia posicionará a mama em uma plataforma e o equipamento comprimirá a mama com uma placa de plástico ajustável, para a obtenção da imagem. A compressão é desconfortável, mas rápida e tolerável. A paciente deve segurar a respiração no momento do disparo dos raios X, em seguida a pressão na mama é imediatamente liberada.

A mamografia geralmente envolve duas incidências de cada mama, uma antero-posterior e a outra latero-lateral. Em pacientes com próteses mamárias é utilizada uma técnica específica para observar toda a mama.

Duração do Exame


A mamografia de rotina dura aproximadamente 15 a 30 minutos. A mamografia diagnóstica leva cerca de 30 a 45 minutos.

Possíveis Complicações e Efeitos Colaterais

A mamografia utiliza baixas doses de radiação e é segura. O baixo risco da exposição às radiações, durante uma mamografia, para provocar câncer é largamente compensado pelos benefícios da detecção precoce do câncer de mama.

Para algumas mulheres, as mamografias poderão ser dolorosas; no entanto, para a maioria a compressão causa um incomodo passageiro, que pode ser tolerado.

Existem relatos de ruptura da prótese mamária durante a mamografia, embora estes casos sejam raros. Pacientes com implantes mamários, devem informar o técnico antes da realização do exame.

Informações Adicionais


  • As mamografias por si só não permitem o diagnóstico de todos os tipos de câncer de mama. Por esta razão, a paciente deve sempre consular um mastologista, que fará o exame clínico das mamas. Também é muito importante que a mulher conheça suas mamas e comunique quaisquer alterações que perceber a seu médico.
  • Um resultado de mamografia negativo (sem sinais de nódulos ou calcificações) nem sempre significa que não há câncer ou que o câncer não vai se desenvolver mais tarde.
  • A necessidade de uma biópsia não significa que você tem câncer. Na verdade, menos de 1 em cada 10 mulheres que precisam repetir o exame, tem câncer.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive