Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

José Serra tem câncer de baixa agressividade na próstata, diz boletim médico

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/08/2018 - Data de atualização: 10/08/2018



O senador José Serra (PSDB), de 76 anos, foi diagnosticado com câncer de baixa agressividade na próstata, segundo informou boletim médico divulgado pela assessoria de imprensa do político e assinado pelos médicos Roberto Kalil e Miguel Srougi, na noite desta quinta-feira (8).

Ainda de acordo como boletim, o diagnóstico foi constatado durante exames de rotinas realizados há três semanas, e foi descartada a necessidade de tratamento da doença. Serra será acompanhado pelos médicos periodicamente.

Em janeiro de 2014, Serra foi submetido a uma cirurgia na próstata. À época, ele apresentava um quadro de hiperplasia prostática benigna, ou seja, quando há aumento do órgão.

Veja o boletim na íntegra:

"O Senador José Serra foi internado há cerca de três semanas no Hospital Sírio Libanês, São Paulo para exames clínicos preventivos. Nessa ocasião, foi detectada pequena alteração na próstata, biópsia local revelou a presença de adenocarcinoma de baixa agressividade. Confirmada por outros exames a indolência da lesão, descartou-se a necessidade de qualquer tratamento da doença. O paciente será apenas acompanhado periodicamente com exames rotineiros, existindo possibilidade bastante remota de se tornar necessário, no futuro, qualquer tratamento da neoplasia prostática."

Histórico médico

Em abril de 2017, Serra foi internado por seis dias no Hospital Sírio-Libanês para tratar de uma crise de dor na coluna. Ele foi submetido a exames de avaliação do quadro clínico e realizou um check-up médico geral enquanto permaneceu no hospital.

Em fevereiro do mesmo ano, Serra deixou o cargo de ministro das Relações Exteriores alegando problemas de saúde. Na carta de demissão, ele disse que deixava o cargo porque os problemas de saúde o impediam de cumprir as viagens internacionais necessárias, além das atividades diárias.

Em dezembro de 2016, Serra foi submetido a uma cirurgia na coluna no Hospital Sírio-Libanês.

Serra também passou por um cateterismo em julho de 2013. À época, os médicos colocaram no coração dele um stent, mola metálica que expande a artéria e aumenta a capacidade de fluxo sanguíneo.

Fonte: G1

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive