top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Incidência de câncer de laringe passa dos 20% para quem tem mais de 60 anos

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 02/06/2015 - Data de atualização: 02/06/2015


A Orizon – empresa líder em serviços para os segmentos de saúde, seguros e benefícios – elaborou um estudo farmacoeconômico sobre a incidência do câncer de laringe, um dos mais comuns na região da cabeça e pescoço. O levantamento, realizado pela passagem do Dia Mundial Sem Tabaco, 31 de maio, contemplou os dois últimos anos da base de dados da empresa (2013 e 2014). Segundo o Instituto Nacional de Câncer, os fumantes têm dez vezes mais chances de desenvolver a doença.
 
A faixa etária com a maior incidência do câncer de laringe foi acima dos 60 anos nos dois períodos do estudo. Em 2013, 24% das pessoas acima dos 60 tiveram a doença. Já em 2014, esse índice subiu para 35%. A média foi de 29,5%. No primeiro ano, foram pesquisadas 3.986.360 pessoas e o câncer detectado em 377 pacientes (9,5 casos por 100 mil). Já em 2014, o universo foi relativamente maior com 4.103.181 pessoas pesquisadas e 272 casos constatados (6,6 casos por 100 mil).
 
Os analistas de Inteligência em Saúde da Orizon, César Venâncio e Rafael Oliveira Ramos, responsáveis pelo levantamento, ainda avaliaram os custos de internação por câncer de laringe. O valor médio registrado nos prontuários médicos foi de R$ 13.800,00 em 3 dias de internação hospitalar.
 
A Orizon oferece para as empresas consultoria em Economia da Saúde e levantamentos, como este sobre o câncer de laringe, que podem fundamentar avaliações e direcionamento de investimentos em prevenção. Os estudos em farmacoeconomia são elaborados com base no maior banco de dados da saúde suplementar do país, que contempla 18 milhões de vidas. Os trabalhos da Orizon têm reconhecimento internacional da ISPOR (Intenational Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research), o maior fórum mundial fármaco-econômico do mundo. Nas edições dos últimos três anos, a Orizon teve 19 estudos apresentados.
 
Sobre a Orizon
 
 A Orizon trabalha há mais de 15 anos para simplificar o setor da saúde, gerando mais eficiência e resultados para os clientes através de suas soluções em: Transformação de Processos, Conectividade, Benefícios em Saúde e Inteligência em Saúde.
 
Hoje, um em cada três usuários do sistema de saúde privado se beneficia com as soluções da Orizon. São mais de 18 milhões de pessoas, conectadas a 130 mil prestadores e a 9.000 farmácias, efetuando mais de 140 milhões de transações por ano.  Além disso, são processados mais de 40 milhões de sinistros e contas médicas neste mesmo período, trazendo importante ganho operacional para os clientes.
 
Devido a esse grande volume de dados, a Orizon é capaz de gerar informações estratégicas para o mercado, e assim auxiliar na tomada de decisão das empresas e agregar valor na gestão de saúde da população do país.

Fonte: Portal SEGS


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2016 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive