Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Astellas UICC Libbs GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Inca estima 480 novos casos de câncer de próstata no Amazonas em 2021

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 08/11/2021 - Data de atualização: 08/11/2021


O Amazonas deve registrar 480 casos de câncer de próstata em 2021. O dado foi estimado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), e divulgado por meio da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado (FCecon).

Em todo o Brasil, a expectativa é de 65.840 casos sejam diagnosticados durante o ano.
"Em Manaus são estimados 340 casos. Portanto, é um problema de saúde pública, que exige uma atenção especial por parte dos homens, porque de todos os tipos, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele, que é comum tanto para homens quanto mulheres", explicou o urologista George Lins.

Neste mês, em todo o país, é realizada a campanha Novembro Azul, que visa estimular homens a buscarem exames de prevenção contra a doença.

Segundo a FCecon, quando descoberto em fase inicial, o câncer de próstata tem mais de 90% de chances de cura. Por isso, o rastreamento anual é indicado a todos os homens a partir dos 50 anos de idade, por meio do exame de toque retal e da dosagem sanguínea do Antígeno Prostático Específico (PSA).

No entanto, é preciso atenção em relação a alguns fatores que podem antecipar o início do tratamento:

"Negros, obesos mórbidos e indivíduos com histórico familiar de câncer, precisam iniciar rastreamento mais cedo, aos 45 anos. Indivíduos com histórico familiar tem cerca de 10 a 20 vezes mais chances de desenvolver a doença", falou.

Sintomas como dor óssea, dificuldade para urinar, sensação de não esvaziar a bexiga e presença de sangue na urina já são sinais da doença localmente avançada.

Nos casos iniciais, pode ser feita a cirurgia para a remoção da próstata via convencional e também por via laparoscópica, que é feita através de pequenas incisões com a ajuda de pinças e uma câmera que é colocada dentro do paciente.

Também é disponibilizada a radioterapia como alternativa nesses casos, podendo associar ou não o bloqueio hormonal. Já para os casos mais avançados, a FCecon oferece o tratamento hormonal.

Fonte: G1



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive