Tipos de Câncer

Sarcoma Uterino

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Astellas UICC Libbs GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Hormonioterapia para Sarcoma Uterino

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 26/01/2014 - Data de atualização: 09/04/2017


A hormonioterapia é o uso de hormônios ou medicamentos bloqueadores de hormônios para combater o câncer. É utilizada principalmente para tratar pacientes com sarcomas do estroma do endométrio e raramente usado para outros tipos de sarcomas uterinos.

  • Progestinas

Os hormônios similares a progesterona, como o megestrol ou medroxiprogesterona podem ser utilizados. Os efeitos colaterais podem incluir aumento dos níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes, ondas de calor, sudorese noturna, ganho de peso e aumento de apetite. Raramente, são observados coágulos sanguíneos.

  • Agonistas do Hormônio Liberador de Gonadotrofina

Os agonistas do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) desligam a produção de estrogênio pelos ovários. Estes medicamentos são úteis na redução dos níveis de estrogênio em mulheres na pré-menopausa. Exemplos de agonistas de GnRH incluem goserelina e leuprolida. Estes medicamentos são administrados a cada 1 a 3 meses. Os efeitos colaterais podem incluir qualquer um dos sintomas da menopausa, como ondas de calor e secura vaginal. Se forem administrados por um longo período de tempo, podem enfraquecer os ossos, algumas vezes levando à osteoporose.

  • Inibidores de Aromatase

Mesmo após a remoção dos ovários, o estrogênio continua a ser produzido no tecido gorduroso, que se torna a principal fonte de estrogênio no corpo. Os medicamentos chamados inibidores da aromatase podem impedir que esse estrogênio seja produzido. Exemplos de inibidores de aromatase incluem letrozol, anastrozol e exemestano. Estes medicamentos são mais frequentemente utilizados para tratar o câncer de mama, mas podem ser úteis no tratamento do sarcoma estromal do endométrio. Os efeitos colaterais podem incluir qualquer um dos sintomas da menopausa, como ondas de calor e secura vaginal, bem como dores articulares e musculares. Se forem administrados por um longo período de tempo (anos), eventualmente enfraquecem os ossos, podendo provocar osteoporose.

Fonte: American Cancer Society (15/02/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive