top
Especial

Prevenção

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Existe uma Vacina contra o HPV?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 05/01/2013 - Data de atualização: 05/01/2013


Sim, existem atualmente duas vacinas disponíveis, que ajudam na prevenção de certos tipos de HPV, e algumas formas de câncer que estão relacionados a esses tipos de vírus:

  • Vacina Quadrivalente - Protege contra quatro tipos do vírus: 6, 11, 16 e 18.

  • Vacina Bivalente - Protege contra 2 tipos de vírus: 16 e 18.

Estas vacinas evitam 70% de todos os casos de câncer de colo do útero.

As vacinas são seguras para meninas e mulheres de 9 a 26 anos de idade.

A vacina Quadrivalente é considerada segura para crianças e homens de 9 a 26 anos de idade. Meninos e homens jovens podem optar por receber esta vacina para prevenir o câncer de ânus e verrugas genitais.

Ambas as vacinas foram testadas em milhares de pessoas ao redor do mundo antes de serem aprovadas. Estes estudos não mostraram efeitos secundários graves. Nem qualquer morte tem sido associada a qualquer vacina. Efeitos colaterais comuns incluem dor leve no local de aplicação da vacina, febre, dor de cabeça e náuseas.

Ambas as vacinas contra o HPV permanecem sob observação pelas entidades regulatórias de cada país para identificar os efeitos colaterais, especialmente os efeitos raros que não foram apresentadas nos estudos experimentais.

Para uma melhor ação deve-se aplicar uma das vacinas contra o HPV, antes do primeiro contato sexual. Ambas as vacinas são administradas em uma série de três doses dentro de um período de 6 meses.

No Brasil está aprovado o uso da vacina para meninas e mulheres de 9 a 26 anos. Está para ser aprovada a utilização para homens.

Mulheres com mais de 26 anos não foram incluídas nos primeiros estudos realizados para testar as vacinas. O uso da vacina Quadrivalente em mulheres entre 27 e 45 anos de idade está em estudo. No entanto, como o risco de infecção e doença causada por HPV é muito baixa neste grupo de idade, a vacina não parece beneficiar muitas mulheres.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive