Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Estudo identifica 110 genes relacionados com o câncer de mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/03/2018 - Data de atualização: 14/03/2018


O risco para o desenvolvimento do câncer está relacionado ao estilo de vida, mas também à carga genética. Numa descoberta sem precedentes, cientistas identificaram mais de cem genes que estão relacionados com tumores na mama. O feito abre caminho para novos modelos de identificação dos riscos e para tratamentos personalizados.

Usando uma técnica batizada como "Capture Hi-C”, que estuda as interações entre diferentes regiões do genoma, cientistas do Instituto de Pesquisa sobre o Câncer — ligado à Universidade de Londres — identificaram 63 regiões do código genético que aparentemente influenciavam o desenvolvimento do câncer de mama. Em 33 áreas, foram identificados 110 genes que potencialmente aumentam os riscos para a doença, e nas outras 30 nada foi encontrado.

"Nosso estudo observou mapas de alto nível de regiões associadas ao risco de câncer de mama e identificou genes específicos que parecem estar associados com a doença", explicou Olivia Fletcher, líder da pesquisa publicada esta semana na revista "Nature Communications”. "Identificar estes novos genes vai nos ajudar a compreender em maior detalhe a genética do risco do câncer de mama. Por fim, nosso estudo abre caminho para novos testes genéticos ou novos tipos de tratamento direcionado."

A maioria dos genes identificados nunca havia sido relacionada com o câncer. Até então, apenas 14 desses genes eram conhecidos por aumentarem os riscos de tumores. Novos estudos serão necessários para determinar a dimensão do impacto desses genes sobre o doença. Além disso, os pesquisadores identificaram, entre os 110 genes, 32 que estão aparentemente relacionados à sobrevida das pacientes.

Um deles, chamado FADD, já havia sido relacionado com o aumento do risco de cânceres no pescoço, na cabeça e no pulmão, sendo um alvo em potencial para novas terapias contra a doença.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres, com 1,5 milhão de novos diagnósticos por ano. Apenas em 2015, cerca de 570 mil mulheres morreram por causa da doença, o que representa 15% do total de mortes de mulheres por câncer. Curiosamente, as taxas de incidência da doença são maiores em países desenvolvidos, mas em praticamente todos os países do mundo a prevalência está aumentando.

"Mais mulheres estão sendo diagnosticadas com câncer de mama do que nunca antes, e essas descobertas cruciais podem nos ajudar a prever com mais precisão as mulheres com maior risco", comentou Delyth Morgan, diretora executiva da ONG Breast Cancer Now, que financiou o estudo. "Muitos desses genes eram relativamente pouco estudados e agora esperamos que novas pesquisas determinam seus papéis exatos e como podemos usá-los para evitar que mais mulheres desenvolvam a doença."

Fonte: Época Negócios

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive